Roteiro de viagem: 48 horas em Boston, nos Estados Unidos

Respire arte, história e ar puro no coração de New England

Por Luna Kalil Atualizado em 19 jul 2021, 12h54 - Publicado em 18 abr 2012, 22h40

Atualizado em setembro de 2015

Nem tão grande, nem tão pequena. Boston é assim: uma cidade na medida certa para quem gosta de explorar atrações a pé. Com uma fantástica coleção de museus, edifícios históricos e espaços ao ar livre, ela oferece uma gama de atividades para um fim de semana, estando a apenas três horas de Nova York.

1º dia

Que tal apreciar uma obra de arte contemporânea à beira do rio? O prédio do Institute of Contemporary Art é um verdadeiro ícone arquitetônico da cidade e possui um rico acervo ao longo de seus dois andares. Apesar de ser menor que o MASP, em São Paulo, ou que o MoMA, em Nova York, suas exposições são sempre muito interessantes. O museu ainda oferece uma vista espetacular da baía do Seaport District, cercado por restaurantes, hotéis e prédios comerciais. Se quiser comer algo por aqui, a dica é o The Barking Crab, que serve frutos do mar como lagosta e caranguejo, duas saborosas especialidades da casa.

De lá, caminhe por trinta minutos ou pegue o metrô T (apelido da South Station) para chegar até a parte mais famosa da cidade, onde ficam o Faneuil Hall e o Quincy Market. Esse último vale uma pausa para o almoço: são oferecidas refeições completas e mais de quarenta opções de sanduíches e snacks. Em seguida, caminhe pelas lojinhas que marcam o local, como a Victoria’s Secret, a Urban Outfitters e a Nine West.

Se estiver com crianças, o New England Aquarium é a melhor opção: são apenas cinco minutos de caminhada para observar animais como focas, tartarugas marinhas e tubarões em um tanque de 750 mil litros. Para jantar, o bairro italiano de North End Little Italy tem restaurantes tradicionais como o Bricco e Galleria Umberto, ambos na Hanover Street.

Arredores da Harvard Square, em Cambridge, Boston, Estados Unidos Arredores da Harvard Square, em Cambridge, Boston, Estados Unidos

Harvard, aberta ao público – Crédito: Luna Kalil

2º dia

Reserve sua manhã para curtir os jardins da Harvard University, fundada em 1636 e considerada a universidade mais antiga do país. Localizada em Cambridge, a uma ponte de distância do centro de Boston, ela tem escadarias e prédios que podem ser explorados livremente pelos visitantes. Nos arredores, há livrarias, sebos e lojinhas que vendem objetos e camisetas com o logo da instituição. Vale a pena levar um souvenir para casa.

A região tem um ar descontraído graças aos jovens estudantes que circulam por ali. Vale almoçar em um dos charmosos restaurantes ou cafés que marcam o lugar, além de passear pelas calçadas e observar as diversas vitrines de lojinhas descoladas. Depois do almoço, peça uma sobremesa da L.A. Burdick, a melhor chocolateria da cidade. Se sobrar tempo, visite outra grande instituição que fez a fama de Boston: o MIT (Massachusetts Institute of Technology), considerado um dos maiores centros de tecnologia e empreendedorismo do mundo.

Para os amantes da arte: não deixe de visitar o Museum of Fine Arts, que recebe mais de um milhão de visitantes por ano. Reserve pelo menos duas horas para conhecer um pedacinho desse lugar gigantesco, que abriga alas diversas. A mais recente, inaugurada em 2011, possui sete galerias de arte contemporânea. Outra boa opção é o Boston Tea Party Ships & Museum, que expõe três réplicas de navios históricos: Eleanor, Beaver e Darthmouth.

Ao final da tarde, vá até a estação Copley do metrô e conheça a Boston Public Library, que guarda uma coleção de quase nove milhões de livros. Depois, siga para o Skywalk Observatory, no Prudential Center. Considerado o edifício mais alto da cidade, ele oferece uma visão panorâmica de tirar o fôlego.

Saindo de lá, caminhe por três minutinhos até chegar à Newbury Street, cercada por ótimas lojas e restaurantes. Frequentada por gente moderninha, ela recebeu o singelo apelido de “Quinta Avenida de Boston”. Se quiser jantar por aqui, fica o aviso: a conta pode sair cara. Entre as opções, está o tradicional Legal Sea Foods, com dez unidades espalhadas pela cidade e opções no cardápio que não pesam no bolso.

Museum of Science, Boston, Estados Unidos Museum of Science, Boston, Estados Unidos

Brinquedos interativos e engenhocas divertem adultos e crianças no Museum of Science – Crédito: Luna Kalil

Fique mais um dia

É impossível ignorar a importância histórica de Boston. Afinal de contas, a cidade foi palco do evento mais importante do país: a Revolução Americana, que culminou na Independência dos Estados Unidos em 1776. A The Freedom Trail marca uma trilha de tijolos vermelhos que conduzem a dezesseis prédios históricos e monumentos que relatam o episódio.

Continua após a publicidade

Se ainda estiver com pique, o Museum of Science é diversão garantida para adultos e crianças. Brinquedos tecnológicos e engenhocas chamam a atenção dos visitantes, que também podem assistir a uma sessão do planetário.

Para apreciar a arte de Botticelli, Rembrandt, Degas e outros artistas famosos, inclua o Isabella Stewart Gardner Museum na sua lista. A construção é uma espécie de palácio veneziano, inaugurado no início do século 20.

Para aproveitar o final da tarde, dê um pulo no Boston Commom. Considerado o parque mais antigo do país, ele é o lar de diversos esquilos, que adoram posar para as lentes de fotógrafos amadores.

Dicas:

• Compre o bilhete recarregável, carinhosamente apelidado de Charlie Card, para pegar ônibus e metrô na cidade.

• Não deixe de provar a sopa mais famosa da região, conhecida como clam chowder.

• Aproveite datas interessantes para curtir duas das maiores festas do país: o St. Patrick’s Day, em março, ou a Semana da Independência, em julho.

• Para os amantes de beisebol: faça um tour guiado no Fenway Park, que completou 100 anos em abril de 2012.

• De abril a outubro, agende um passeio para ver baleias jubarte nos arredores.

Leia mais:

Roteiro de Viagem: Boston, a cidade histórica dos EUA

 

Harvard e MIT: fique por dentro de duas das melhores universidades do mundo

 

Boston cada vez mais cool

 

Boston: comércio e museus na cidade histórica que renasceu

 

Continua após a publicidade

Publicidade