Continua após publicidade

Concha y Toro: como visitar a vinícola saindo de Santiago

A maior vinícola do Chile possui diferentes tipos de tours em português e você pode chegar lá de transporte público

Por Bárbara Ligero
Atualizado em 16 Maio 2024, 18h51 - Publicado em 29 ago 2023, 12h34

Um dos passeios mais procurados por quem visita Santiago é a esticada até a Concha y Toro. Além de ser a maior vinícola do Chile, a marca tem lugar cativo no imaginário dos brasileiros, principalmente por conta do seu mais famoso rótulo, o Casillero del DiabloEm termos de exportação, o Brasil é o quarto mercado mais importante para a Concha y Toro. Mas quando o assunto são as visitas à sua propriedade no Valle del Maipo, não há dúvida sobre qual é o público número um: todas as categorias de tours disponíveis têm versão em português, geralmente conduzidos por guias ou sommeliers brasileiros. 

Como há muita procura, o passeio básico acontece em grupos bastante numerosos, de até 25 pessoas, e em ritmo acelerado. Também vale dizer que as explicações não são aprofundadas e o tour está mais voltado para a propriedade e a história da vinícola, sem muitos detalhes sobre o processo de vinificação. Isso não diminui, porém, o encantamento pela beleza do lugar. Quem quiser se aprofundar mais, a vinícola dispõe de outros tours com duração mais longa que podem ser feitos na sequência. 

Veja, a seguir, como chegar e os diferentes tipos de passeios da vinícola Concha y Toro:

COMO CHEGAR À VINÍCOLA CONCHA Y TORO

A Concha y Toro não fica em Santiago, mas é quase como se ficasse. A sua sede no Valle del Maipo está logo depois dos limites da capital chilena, do outro lado das margens do Rio Maipo. Leva-se de 30 a 35 quilômetros dos bairros de Las Condes, Providencia e Centro, regiões onde os turistas costumam se hospedar (veja opções de apartamentos para alugar nessas regiões). 

De carro, o percurso leva entre 40 minutos e 1 hora, a depender do trânsito na cidade. De transporte público, é preciso pegar a Linha 4 (Azul) até a estação Las Mercedes (por volta de 50 minutos) e, ali, o metrobus número 73, 80 ou 81, que deixam na porta da vinícola. Esse segundo trecho também pode ser feito de táxi ou Uber: a corrida deve durar uns 15 minutos e sair em torno de três mil pesos chilenos (R$ 17).

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Concha y Toro (@conchaytoro)

Continua após a publicidade

Busque hospedagem em Santiago

PASSEIOS NA CONCHA Y TORO

O passeio mais simples pela Concha y Toro é o Tour Tradicional (R$ 127; 70 minutos), que começa com um recorrido pelos bonitos jardins da antiga residência de verão da família Concha y Toro, um imponente casarão salmão do século 19 que só pode ser visto do lado de fora. Depois, os visitantes seguem para os vinhedos e para as bodegas de guarda (lugar onde vinhos “envelhecem” e ganham complexidade). 

Dentre elas está a bodega do Casillero del Diablo, onde as luzes se apagam e projeções nas paredes, acompanhadas de uma narração um pouco forçada, contam a história por trás do rótulo mais famoso da vinícola. Reza a lenda que aquela bodega é protegida pelo próprio diabo — boato que veio bem à calhar para o patriarca da vinícola, que desde então não teve mais suas garrafas roubadas.

Concha y Toro, Santiago, Chile
Projeções mapeadas tomam conta das paredes da bodega para contar a história do rótulo mais famoso da marca (Facebook/Reprodução)

A aparição no final do contorno da sombra do diabo é um dos momentos mais aguardados — e fotografados — do passeio. Por fim, há uma degustação de três vinhos feita em uma mesma taça, que depois você pode levar de lembrança para casa. 

Continua após a publicidade
Concha y Toro, Santiago, Chile
Em um cantinho escondido da bodega Casillero del Diablo, eis que surge a sombra do demônio (Facebook/Reprodução)

O itinerário e a degustação de três vinhos do Tour Tradicional se repete em todos os outros tipos de passeios oferecidos pela Concha y Toro. O que muda é o final da visita. 

O Tour Marques de Casa Concha (R$ 198; 100 minutos) acrescenta uma segunda degustação de mais quatro vinhos da linha Marques de Casa Concha, harmonizados com queijos. A Experiência de Aromas (R$ 226; 120 minutos) convida o visitante a estudar e tentar adivinhar, com a ajuda de um sommelier, os aromas de três vinhos da colheita de 2018.

A Taste With History Fine Wines (R$ 254; 100 minutos) adiciona mais uma degustação de seis rótulos destacados das linhas Ultra Premium e Icon, acompanhada de uma explicação mais aprofundada sobre a história da vinícola. 

Já o exclusivo Tour Cellar Collection (R$ 565; 120 minutos) é o único que acontece em grupos reduzidos, de até sete pessoas, e permite entrar no casarão salmão que pertenceu ao fundador da Concha y Toro, Don Melchor. Ali é realizada uma degustação, acompanhada de uma tábua de queijos, de cinco vinhos da linha Cellar Collection que representam alguns dos melhores terroirs do Chile: Valle del Limarí, Valle del Cachapoal e Valle del Maipo.

As reservas devem ser feitas pelo site.

Continua após a publicidade
Concha y Toro
Pátio do Bodega 1883, o restaurante da Concha y Toro (//Reprodução)

+ A Civitavis tem tour para Concha y Toro com transfer, visita e degustação

RESTAURANTE BODEGA 1883 E WINE SHOP

Dentro da vinícola Concha y Toro fica o restaurante Bodega 1883, que pode ser uma boa opção para o almoço antes ou depois do seu tour. O espaço é dividido em dois ambientes. No salão interno (reserve uma mesa com antecedência pelo site), o menu contempla pratos para o almoço muito bem feitos: há saladas, ceviches, risoto, peixe, cordeiro, carne suína e bovina. O agradável pátio ao ar livre tem um cardápio mais conciso, com sanduíches, crepes e tapas para beliscar. Não deixe de espiar a Wine Shop, que costuma ter vinhos por bons preços.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Bodega1883 (@bodega.1883)

 

Concha y Toro com crianças

Como não é permitida a entrada de crianças nas salas de degustação, o único tour em que os menores de idade podem acompanhar os adultos durante todo o percurso é o Tour Tradicional, cuja degustação acontece em um espaço ao ar livre. Os menores de 18 anos não pagam, mas no momento da reserva do passeio é possível acrescentar à compra um kit infantil composto por um desenho para colorir, mini lápis de cor e uma pequena garrafa de suco (R$ 46). Vale avisar que a encenação que acontece na bodega do Casillero del Diablo pode ser um pouco assustadora para os pequenos.

Continua após a publicidade

 

+ Leia também sobre a fantástica vinícola Santa Rita, que fica a meia hora de carro da Concha y Toro

+ Saiba mais sobre a vinícola Vik, uma das melhores do mundo e que também fica no Chile

Leia tudo sobre Chile

Busque hospedagem em Santiago

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade