Continua após publicidade

Machu Picchu tem novas regras de visitação

A atração número um do Peru anunciou mudanças no número de visitantes, site de venda dos ingressos, circuitos disponíveis e tempo de tolerância de atraso

Por Bárbara Ligero
Atualizado em 15 Maio 2024, 16h42 - Publicado em 15 Maio 2024, 15h00

Tendo em vista o início da alta temporada em Machu Picchu, o Ministério da Cultura do Peru aprovou no domingo (12) uma série de mudanças na visitação da Cidade Perdida dos Incas. As novas regras ficarão em vigor durante o período de 1º de junho a 15 de outubro de 2024, para atender o aumento da demanda.

A primeira mudança diz respeito à quantidade de visitantes que o sítio arqueológico pode receber a cada dia: o número passará de 4.044 para 5.600 pessoas.

Dos 5.600 ingressos disponíveis por dia, 1.000 continuarão serão disponibilizados de forma presencial em Machu Picchu. A bilheteria física, no entanto, deve ser usada como último recurso, já que as filas são longuíssimas. O ideal é comprar com dois a três meses de antecedência pela internet.

A venda virtual dos ingressos acontecerá no portal gob.pe/cultura. Por ora, a venda segue sendo no site tuboleto.cultura.pe.

Ao comprar os ingressos, os visitantes já devem decidir o circuito e o horário da visita. No momento, existem cinco circuitos disponíveis. A partir de 1º de junho, só estarão disponíveis três circuitos: Circuito Panorâmico (nº 1), Circuito de Llaqta / Machu Picchu Clássico (nº 2) e Circuito da Realeza (nº 3).

Continua após a publicidade

O Circuito Panorâmico (nº 1) pode ser combinado com a montanha Machu Picchu. Já o Circuito da Realeza (nº 3) pode ser combinado com a montanha Huayna Picchu (também conhecida como Wayna Piccchu) ou com a montanha Huchuy Picchu.

A última mudança está relacionada ao tempo de tolerância para entrar em Machu Picchu, que aumentou de 30 para 45 minutos. Dessa forma, se a sua entrada estiver marcada para acontecer das 10h às 11h, você pode chegar no máximo até 11h45. Depois disso, seu acesso será negado.

Leia tudo sobre o Peru

Busque hospedagem em Cusco

Continua após a publicidade

Veja as melhores opções de voos para o Peru

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade