VT Responde – VT 198

Passeios e fazendas no Triângulo do Café, na Colômbia. Programas muy românticos no Chile. Uma cidadezinha colorida à beira do rio do são Francisco, em Alagoas. Os leitores perguntam, a VT responde

 

Quero conhecer o Triângulo do Café, na Colômbia, mas estou em dúvida se apenas um dia é o suficiente. — Elisabeth Pawlowski, Belo Horizonte, MG

Um dia é pouco, Elisabeth. A região fica cerca de 400 quilômetros a oeste da capital, Bogotá, ou uma hora de voo. O triângulo do Café é composto por três departamentos (o equivalente aos estados brasileiros), Quindío, Risaralda e Caldas, que totalizam 50 municípios e têm como capitais, respectivamente, Armenia, Pereira e Manizales. Se você dispõe de pouco tempo, vale a pena dedicá-lo a explorar Armenia, que está melhor preparada para receber visitantes. Os 10 quilômetros que separam o aeroporto El Edén da cidade são pontuados por cafezais e também por muitos bananais cuja sombra melhora a qualidade dos grãos. Outro fator para que o café colombiano seja um dos melhores do mundo é a altitude da região, 1 200 metros em média, o que resulta em uma bebida mais suave. Várias fazendas e sítios, conhecidos como fincas, se transformaram em hotéis charmosos com arquitetura e móveis antigos. Se você se hospedar em uma delas, sua experiência será mais interessante. Na finca Lós Girasoles (Vía Armênia-Montenegro, km 5), a piscina e as áreas sociais têm vista para um mar de cafezais. Com instalações mais modernas, paredes caiadas e quartos bem decorados que poderiam estar em Trancoso, a Hacienda Bambusa produz em seus domínios praticamente tudo o que serve no restaurante. No Parque Nacional del Café, você pode fazer visitas monitoradas para conhecer o processo de beneficiamento da bebida e ainda andar de teleférico e montanha-russa. Para ver os cafezais floridos e vermelhinhos, vá entre outubro e dezembro (uma colheita menor acontece em maio e junho).

Eu e meu noivo vamos ao Chile em julho em lua de mel. Amamos o frio. Gostaríamos de sugestões de hotéis e passeios. — Luciane Diniz, Belo Horizonte, MG

Adoradores do frio em lua de mel vão curtir muito a hospedagem no Gran Hotel Termas de Chillán, considerado a mais confortável entre as estações de esqui chilenas e que tem um excelente spa. Mas, se você não quiser ficar tão longe de Santiago (Chillán está a mais de 500 quilômetros), pode se hospedar na capital e fazer um bate e volta até La Parva, a estação de esqui preferida dos chilenos abastados e que está pertinho, cerca de 40 quilômetros. Dirigir na neve pode ser tenso, por isso prefira contratar um serviço de transfer. De volta a Santiago, a ocasião pede um hotel bacana, como o butique The Aubrey, e invista na suíte. Reserve uma noite para jantar no Zully (56-2/696-1378), na Praça Concha y Toro, um recanto dentro do bairro Brasil. O restaurante está instalado na mansão centenária onde viveu o poeta Vicente Huidobro e tem mesas à luz de velas. Antes ou depois, aproveite para traçar as ruas do bairro, que tem fachadas neoclássicas e arandelas antigas.

Vou para Aracaju em férias e gostaria de conhecer a região de Xingó. Que passeios eu não posso deixar de fazer? — Thiago Santos, São Paulo, SP

De Aracaju são 200 quilômetros até a Hidrelétrica de Xingó, em Canindé de São Francisco (SE). Muita gente faz um bate e volta e conhece apenas os cânions a bordo de um catamarã. É um meio passeio. Mais pitorescos e cênicos são os barquinhos que saem de Piranhas, pequena cidade do lado alagoano que possui um gracioso casario onde foi filmado Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo. Do cais, o trajeto segue rio acima até grota do angico, onde Lampião e seu bando foram mortos. Você almoça lá mesmo em um restaurante hipersimples, toma banho de rio e depois visita o vilarejo de Entremontes, onde rendeiras vendem bordados. A pousada Nosso Lar (82/3686-3406) é boa opção em Piranhas.

→ Para participar, envie sua dúvida para vt.responde@abril.com.br. As perguntas serão selecionadas e respondidas apenas nesta seção

Leia mais:

Abril de 2012 – Edição 198

Colômbia – Viagem e Turismo

48 horas em Santiago do Chile

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s