Vinhos: grandes adegas

De Paris a Santiago, as melhores lojas para comprar vinhos no exterior, a nova mania entre os brasileiros

Nas prateleiras da Lavinia, a maior loja de vinhos do mundo, em Paris, o bordeaux Château Margaux, safra de 2008, custa € 688 (R$ 1 700). Na Sherry-Lehmann, a mais prestigiada de Nova York, a garrafa sai por US$ 625 (R$ 1 315). Já em São Paulo, o preço é pura ressaca: custa R$ 4 200 na loja Millesimé. Diante da disparidade de valores, o vinho acabou entrando de vez para a lista de compras dos brasileiros no exterior. “Há semanas em que atendo centenas de brasileiros. Tem cliente que chega a gastar US$ 100 000 em uma compra”, diz Ana Paula Galvani, vendedora brasileira da Sherry-Lehmann.A seguir, a VT selecionou as melhores lojas do gênero no mundo e preparou algumas dicas para que a única dor de cabeça que você tenha seja por ter bebido umas tacinhas a mais.PARISLaviniaTrata-se da maior loja de vinhos do mundo, com 5 mil rótulos dispostos em vários andares. Encontram-se ali raridades, caso do bordeaux Château Le Puy, produzido em 1917 (€ 5 000). O hermitage La Chapelle, safra de 1961, ganha o título de mais caro da loja: dá para levá-lo para casa por € 50 000. Não deixe de visitar no subsolo a adega de vinhos especiais, reservada para safra antigas. (Boulevard de la Madeleine, 3, 33-1/4297-2020, lavinia.fr)NicolasA rede de lojas tem uma gama diversificada de fornecedores, muitos deles produzindo tiragens de vinhos tão pequenas que nem são exportados – bom para encontrar rótulos pouco conhecidos. (nicolas.com)Galeries LafayetteA tradicional loja de departamentos tem uma vasta seleção de vinhos finos a bons preços. Os bordeaux são o destaque, com uma adega exclusiva de 250 metros quadrados. “Dá para experimentar antes de comprar, pois alguns vinhos são vendidos em doses de € 1”, indica Arthur Azevedo, da Associação Brasileira de Sommeliers. (Boulevard Haussmann, 40, galerieslafayette.com)NOVA YORKSherry-LehmannPor trás da fachada dourada na Park Avenue com a 59th Street, a vendedora brasileira Ana Paula Galvani atende os clientes em português. Curiosamente, muitos vinhos bordeaux por lá são mais baratos do que em Paris. (Park Avenue, 505, 1-212/838-7500, sherry-lehmann.com)Crush Co.A loja de Midtown é sempre bem cotada em publicações de renome, como o New York Times e a Timeout. Entrega grátis em toda a cidade. (E 57th Street, 153, 1-212/980-9463, crushwineco.com)LONDRESBerry Bros. & RuddFundada em 1698, é a loja de vinhos mais antiga do Reino Unido. Fornecedora da família real, até hoje preserva o estilo original em madeira de lei. Tem 4 mil rótulos e foi a primeira adega a vender on-line, ainda em 1994. (St James’s Street, 3, 44-20/800-280-2440, bbr.com)HarrodsA famosa loja de departamentos tem boa diversidade e possui linha própria de champanhes, tintos e brancos, alguns de boa procedência, como os Chablis, os Côtes du Rhône e os Chianti. (Brompton Road, 87- 135, 44-20/7730-1234, harrods.com)BARCELONAMonvínicO dono, Sergi Ferrer-Salat, queria mais do que uma loja: o wine center, além de uma adega com 3 mil garrafas, mantém restaurante, livraria especializada e bar. (Calle Diputació, 249, 34-93/272-6187, monvinic.com)MADRILaviniaEm um espaço de mil metros quadrados, a versão espanhola da loja francesa tem boa seleção de Riojas e Ribera del Duero. Conta com restaurante. (Calle de José Ortega y Gasset, 16, 34-91/426-0604, www.lavinia.es)Bodega Santa CeciliaAberta em 1922, a adega está dividida por faixas de preços. Há muitas opções por menos de € 6. (Calle Blasco de Garay, 74, 34-91/902-43- 1525, www.santacecilia.es)LISBOACoisas do Arco do VinhoÉ organizada por regiões portuguesas, como dão, douro, alentejo, Bairrada, e outros países. Embalam para viagem com proteção antichoque e entregam no hotel. (Rua Bartolomeu Dias, loja 7, 351-21/364-2031, coisasdoarcodovinho.pt)Garrafeira NacionalA cave de 1917 é especializada em vinhos portugueses, sobretudo os de pequenos produtores. Despacha para o Brasil. (Rua de Santa Justa, 18, 351- 21/887-9080, garrafeiranacional.com)SANTIAGOEl Mundo Del VinoUma das mais famosas do ramo no país, a loja, bem organizada, tem boa gama de novas vinícolas chilenas, além das mais tradicionais. (Calle Isidora Goyenechea, 3000, 56-2/584-1173, elmundodelvino.cl)Concha Y ToroO maior produtor chileno possui um centro de degustação na capital chilena que vale a visita. (Avenida Alonso de Córdova, 2391, 56-2/476- 5482, vinoscyt.com)BUENOS AIRESLe Choix Des VinsNo elegante bairro da Recoleta, a cave tem o que há de melhor e de mais novo na produção do país. (Rua Posadas, 1166, 54-11/4815-1296, lechoixdesvins.com)LigierCom 13 endereços em Buenos aires, as lojas costumam ter sempre vinhos em promoção e descontos que chegam a 50% na compra da segunda garrafa. (vinotecaligier.com)WineryOutra grande rede argentina, com 18 lojas pela cidade, foca nos vinhos nacionais. (vinotecaligier.comMAIS UMA DOSE?As regras para trazer bebidas para o Brasil

  • Para não ser taxado, cada viajante tem direito a trazer até 12 litros de bebida alcoólica (cerca de 16 garrafas de 750 ml) e o valor total das compras não pode ultrapassar a cota de US$ 500.
  • No free shop do Brasil, a cota permite comprar até 24 garrafas de bebida.
  • Os vinhos têm de ser despachados. Não é permitido levá-los a bordo (só quando comprados no free shop).

 MANUAL DAS BOAS COMPRASCinco dicas para se dar bem na hora de arrematar os vinhos

  • Compare ao preço cobrado no Brasil. Se a diferença for pequena, não compensa o trabalho
  • Procure vinhos de pequenos produtores, que não chegam por aqui
  • Não se deixe impressionar: preço alto não é garantia de qualidade
  • Compre em grupo: as lojas dão descontos para compras grandes
  • “É preciso bom senso: trazer vinhos baratos e comuns é perda de tempo, de dinheiro e de esforço”, opina Arthur Azevedo, diretor executivo da Associação Brasileira de Sommeliers. “Se puder provar antes de comprar, melhor.”

 LEVANDO A SÉRIOOnde comprar malas e embalagens para transportar a bebida comme il fautPara preservar a bebida das mudanças de temperatura e vibrações, você pode comprar malas apropriadas para o transporte do vinho. a seguir, algumas sugestões:

  • WINEFIT As malas, como a da foto abaixo, têm forro de plumas e espuma, estrutura de alumínio e rodinhas (entre R$ 1 300 e R$ 2 480). (winefit.com.br)
  • WINECASE O modelo de polietileno com alça e rodinhas para 15 garrafas custa desde R$ 962. (winecase.com.br)
  • WINESKIN O site americano vende embalagens de plástico bolha no formato das garrafas (desde us$ 3). (wineskin.net)

Leia mais:

Check-in ##– Veja outras reportagens da edição de OUTUBRO da VT

Compras: banho de loja em Miami e Orlando

Nova York: delícias no sidewalk

Europa: tá barato, tá barato, tá barato

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s