Um bar com todo o gás

O Tubaína Bar, no Baixo Augusta, é um lugar especializado em tubaínas – e em Inca Kola

Por Paulo Vieira (edição) Atualizado em 16 dez 2016, 09h17 - Publicado em 7 set 2011, 19h04

“Até hoje não provei nenhuma tubaína, mas este bar é cativante”, diz o médico Rogério Failace, que todo dia bate cartão no Tubaína Bar (Rua Haddock Lobo, 74, 3717-2629; 2ª/sáb 18h/3h; Cc: A, D, M, V; Cd: todos), rara casa paulistana especializada em tubaínas. O lugar, outro feature do Baixo Augusta, serve 15 rótulos diferentes desse refrigerante popular no interior de São Paulo e que pega muita gente pela memória afetiva. “Algumas pessoas começam a tomar tubaína e se emocionam, pois ela remete à infância”, diz a sócia Verônica Goyzueta, peruana radicada no Brasil que fez valer sua origem ao trazer ao bar a Inka Cola (R$ 12), o refrigerante mais popular no Peru.

Ela também prepara ceviches. Sua partner, Danyela Gato, é de Piracicaba e deve ter também ligações afetivas com os bolinhos de Itapetininga (com frango e milho) servidos ali. Mas o bar não é assim tão café com leite. Há cervejas estrangeiras e drinques próprios, como o Cosmopolitan do Agreste (de R$ 15 a R$ 20), mistura de maracujá, morango, tubaína de uva, pimenta e, meu Deus! cachaça. O mandiopã, petisco que pessoas de 40 anos ou mais devem saber do que se trata, é servido gratuitamente.

Leia mais:

VT Janeiro de 2010 – Veja todas as reportagens desta edição

Continua após a publicidade

10 atrações grátis em São Paulo

Continua após a publicidade

48 Horas em São Paulo

Continua após a publicidade

12 Comidinhas do Brasil que custam até R$ 10

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade