Transporte: metro versus subte

Limpa e organizada, Santiago é a capital sul-americana com mais nuances de Primeiro Mundo. Seu moderno metro (me trosantiago.cl; cerca de R$ 2,60 o passe de duas horas) tem 94 quilômetros de extensão, embora não se conecte aos restaurantes de Vitacura nem aos shoppings de Las Condes. Os táxis são tão baratos quanto os portenhos.

Em Buenos Aires, os quarteirões planos e de numeração sincronizada facilitam a locomoção – se estiver a pé em Palermo, porém, redobre a atenção com os dejetos caninos. Há táxis aos borbotões, e o subte (subte.com.ar; cerca de R$ 2,15 o bilhete duplo) cobre a zona turística, apesar de padecer com vagões antigos e apenas 48 quilômetros de extensão – em 2013, aos 100 anos, o serviço ganhará estações na Recoleta.

Entre os aeroportos, o de Santiago (aeropuertosantiago.cl) é o terceiro melhor da América do Sul pela Skytrax, e o de Ezeiza (aa2000.com.ar), o quinto. Buenos Aires só goleia em rotas aéreas para o Brasil, com voos diretos para cinco capitais (contra duas de Santiago).

E a vencedora é: Santiago

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s