Toscana inglesa

Cotswolds, na Inglaterra, é simples e chique. O cenário é idílico, com vilarejos espalhados, jardins impecáveis e construções idílicas

A menos de duas horas de Londres, em direção ao oeste da Inglaterra e quase na fronteira com o País de Gales, fica a região montanhosa de Cotswolds, que só agora está sendo descoberta por forasteiros, embora seja destino de férias de ingleses abastados há anos. O cenário é idílico, com vilarejos espalhados, construções baixas – quase todas feitas de uma pedra calcária milenar -, jardins manicurados, carneiros brancos de cara preta. Quem já perambulou pela Toscana e pela Provence e está em busca de algo autêntico, simples e chique vai adorar Cotswolds.

Um carro automático facilita muito na hora de dirigir na mão-inglesa (enquanto eu dirigia até lá, pensei como seria maravilhoso se o mundo todo guiasse pelo mesmo lado e usasse as mesmas tomadas). Para explorar a região, minha base foi o charmoso Calcot Manor (44/16668-90391, www.calcotmanor.co.uk; diárias desde £ 189; Cc: todos), uma estância do século 14 transformada em hotel e spa e que fica próxima da cidadezinha de Tedbury, famosa por abrigar a fazenda do príncipe da Gales, a Highgrove, de onde saem as verduras e as frutas que são consumidos pela realeza. Em Tedbury há uma loja finíssima que vende produtos de origem orgânica, louças, presentes e decoração que levam a grife Highgrove (10 Long Street, www.highgroveshop.com).

Alguns lugares que destaco: o Castelo de Chavenage (44/666-502329, www.chavenage.com; 5ª e dom, 14h/17h), que fica na estradinha entre Calcot Manor e Tedbury. Continuamente habitado por duas famílias desde 1561, você é guiado pela própria dona, uma senhora de humor inglês típico, capaz de rir de si mesma e das tradições de seu país sem perder a pose e nem um certo orgulho.

A cidade de Malmesbury tem uma impressionante abadia (High Street, www.malmesburyabbey.info) do século 12, que fica ao lado de um jardim privado conhecido como a Casa dos Jardineiros Nus (www.abbeyhousegardens.co.uk), onde em alguns domingos do ano o uso de roupa é opcional.

E, para se sentir num filme inglês da época vitoriana, marque um jantar no Lucknam Park Hotel e Spa (44/1225-742777, www.lucknampark.co.uk), próximo a Bath. A entrada do hotel, por uma alameda de mais de 1 quilômetro com árvores centenárias, é um aperitivo para o inesquecível jantar que vem depois – que também serve para colocar por terra a fama de que os ingleses não têm tradição gastronômica.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s