Sombra e água transparente

Barbados, Punta Cana, Curaçao, Los Roques... Voos diretos e preços camaradas colocam em evidência cinco destinos caribenhos, alguns bem pouco conhecidos dos brasileiros

BARBADOS

A 480 quilômetros da costa da Venezuela, Barbados é uma ilustre desconhecida dos brasileiros. Em 2009, apenas 500 compatriotas estiveram por lá. A situação deve mudar, pois, no mês passado, a Gol começou a voar direto de São Paulo para Bridgetown, a capital. Como já há muito tempo americanos e ingleses – a ilha é ex-colônia do Reino Unido – “invadem” as praias da região, Barbados tem uma estrutura muito bacana para os turistas. Espere encontrar charmosos hotéis butique, restaurantes internacionais, lojas no estilo duty-free e, como se não bastasse, 60 praias. Além disso, dá para fazer passeios diferentes, como o Submarino Atlantis. Trata-se de um submarino de verdade que desce a 45 metros de profundidade e faz um “tour“ no fundo do mar. Mas, se a sua for bancar o paparazzo, prepare a câmera: Hugh Grant, Jude Law e a cantora Rihanna (que, aliás, é natural de Barbados) costumam passar as férias por lá.

Vai dar praia para quem… Gosta do clima de um balneário mais exclusivo – e com sotaque inglês (a língua oficial da ilha).

Custo/benefício: bacana. Na Sanchat Tour (11/3017-3140, www.sanchattour.com.br), o programa, com sete noites e aéreo pela Gol, custa desde US$ 1 326.

CURAÇAO

Conquistada pelos holandeses em 1634, Curaçao tem – e conserva – uma rica herança colonial. Para o turista, significa que há muitas coisas para fazer além de praias de mar transparente. Na capital, Willemstad, repleta de casarões coloridos, vale conhecer o Museu Kura Hulanda, sobre o período de escravidão, e se esbaldar nas comidas típicas do Mercado Flutuante de Punda, no centro histórico. Curaçao talvez não soe como um destino tão inusitado por ser vizinha de Aruba, a ilhota caribenha que investe há anos no público brasileiro. Mas, de coadjuvante, Curaçao está se tornando uma das protagonistas. Desde 2009 há um voo direto da Gol para lá. “As rotas para Aruba, Curaçao e Punta Cana começaram como charters, mas o sucesso foi tanto que os transformamos em regulares”, conta Eduardo Bernardes, diretor comercial da companhia.

Vai dar praia para quem… Não se contenta em apenas curtir um dolce far niente à beira-mar.

Custo/benefício: interessante. Na Nascimento (11/3156-9900, www.nascimento.com.br), o pacote de sete noites, com voo direto, sai desde US$ 1 729. Na ilha, para explorar praias mais distantes, alugue um carro. Na Budget (www.curacao-budgetcar.com), a diária é desde US$ 35.

SAN ANDRÉS, COLÔMBIA

Trata-se de um destino de infra mais simples. Em compensação, é paraíso para mergulhadores que vão explorar os cayos, as ilhotas nos arredores de San Andrés.

Vai dar praia para quem… Não abre mão do mar do Caribe e quer o conforto de um all-inclusive sem frescuras.

Custo/benefício: alto. Na Vectra (11/3816-9666, www.vectratravel.com.br), o pacote de seis noites, com aéreo e refeições, sai desde US$ 1 546.

LOS ROQUES, VENEZUELA

O Arquipélago de Los Roques, com cerca de 40 ilhas, é o Caribe (quase) intocado. Sem resort, sem concreto na praia, sem cassino ou lojas. Você fica em pequenas pousadas na ilha principal, Gran Roque. De lá, todos os dias, os turistas partem em barcos para explorar uma ilha diferente – Madrisquí, Francisquí, Cayo de Agua, Barrera de Cote… Quase todas desertas em termos de construções e, às vezes, de gente também.

Vai dar praia para quem… Procura pela sua ilha deserta no mar caribenho (com direito a mar cristalino e areia branquinha).

Custo/benefício: bom (mas pode aumentar se você utilizar milhas para pagar o aéreo até Caracas). Na ADV (11/2167-0633, www.advtour.com.br), o pacote de quatro noites, com três em Los Roques, e aéreos sai desde US$ 1 789.

PUNTA CANA, REPÚBLICA DOMINICANA

Cancún e Aruba são as queridinhas das famílias, mas Punta Cana vem arrebatando corações com o novo voo direto da Gol e seus resorts all-inclusive. Só na Nascimento Turismo, as vendas para lá cresceram 40%. “É um lugar para curtir o hotel, pois há pouco para fazer na cidade”, diz Valeska Finder, supervisora da operadora. Para quem vai com crianças, é uma ótima solução. O gerente de vendas Leandro Reis foi com o filho de 2 anos. “Tinha piscina, mar calminho e vários restaurantes no hotel. O que mais poderíamos querer?”

Vai dar praia para quem… Quer (e precisa) das facilidades e mordomias dos resorts all-inclusive.

Custo/benefício: altíssimo. Na Agaxtur (11/3067-0900, www.agaxtur.com.br), seis noites com aéreo via Panamá e hospedagem em all-inclusive custam desde US$ 1 272.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s