Seleção de 2013

Tulum, Mianmar, Lima, Amsterdã, Abu Dhabi, Ruanda, Sri Lanka, Nova Orleans, a órbita da Terra. A VT apresenta 13 lugares mais ou menos conhecidos, cosmopolitas ou selvagens, que estarão com tudo em 2013. Prepare o seu passaporte

Abu Dhabi sempre teve o dinheiro – o petróleo –, mas era Dubai que levava a fama. Levava. Se em Dubai “menos não é mais” em termos de luxo, consumo e extravagâncias, em Abu Dhabi o chique é ser (ou se passar por) inteligente. Em construção, o complexo de Saadiyat Island (saadiyat.ae) terá em seu interior bastiões da cultura ocidental, como a primeira franquia do Louvre fora da França, prevista para 2015, e, dois anos depois, um Guggenheim desenhado por Frank O. Gehry (do Guggenheim de Bilbao). Quem já quiser ir se ambientando tem a partir de junho pela Eithad (etihadairways.com) a possibilidade de voar direto desde São Paulo. Ao chegar lá, vá à Saadiyat island para ver o que já existe – o Monte Carlo (montecarlobeachclub.ae), um beach club arrasa-quarteirão, hotéis como o Park Hyatt (abudhabi.park.hyatt.com) e o badalado restaurante Fanr (fanrrestaurant.ae). Nunca é tarde, também, para visitar o Ferrari World (ferrariworldabudhabi.com), o maior parque temático indoor do mundo. Viu, Dubai?

Depois de uma reforma que se arrastou por uma década e custou € 375 milhões, o Rijksmuseum (rijksmuseum.nl), o mais importante museu da Holanda, fará sua reabertura triunfal no dia 13 de abril de 2013. A partir daí, a joia da coroa artística holandesa brilhará como nunca, com seu edifício de 1885 minuciosamente restaurado, um novo jardim e todo um pavilhão dedicado à Ásia. As 8 mil peças expostas nas 80 salas do museu foram reorganizadas, mas a estrela da casa, A Ronda Noturna, de Rembrandt, fica no lugar de sempre, no centro do edifício. No embalo, Amsterdã aproveita 2013 para celebrar os 400 anos dos canais, os 160 de van gogh, os 125 da Royal Concertgebouw Orchestra…

A Croácia despontou como “a Nova Grécia”. Depois virou “a Nova Riviera”. Estratégias e rótulos de marketing à parte, em 2013 uma coisa é certa: a Croácia será novo membro da União Europeia. A adesão, prevista para 1º de julho, em pleno verão, promete dias festivos em cidades como Dubrovnik e em ilhas badaladas como Hvar. A adesão ao bloco europeu deve fazer com que, pouco a pouco, a infraestrutura turística do país passe por um upgrade. E, como sói acontecer, os preços também. É de conhecimento geral que os tempos são bicudos no Velho Mundo, mas é melhor aproveitar essa que pode ser a última galinha-morta croata.

  • KIEV

Em 2012, a capital da Ucrânia foi uma das sedes do segundo torneio de futebol mais importante do planeta, a Eurocopa. Para assumir a bronca, reformou seu aeroporto internacional e turbinou a rede hoteleira – recém-fortalecida com o primeiro representante do afamado selo Design Hotels, o 11 Mirrors (11mirrors-hotel.com). Agora, com preços de volta à normalidade, Kiev desponta como um dos grandes centros boêmios da Europa. As festas flutuantes no lindo Rio Dnipro são uma loucura: a bordo de um cargueiro soviético, partindo do Píer 11, tudo dura uma hora e meia, tempo suficiente para que os efeitos da vodca se façam notar.

Capitaneada pelo carismático chef Gastón Acurio, a nova cozinha peruana vive tempos de glória e tem em Lima o destino foodie do momento, com restaurantes como Astrid y Gastón (astridygaston.com), de Acurio, e Central (centralrestaurante.com.pe), de Virgilio Martinez. A partir dos muitos tipos de milho, pimentas, peixes e mariscos, esses e outros chefs criaram uma cozinha exuberante. E o Peru, que vive nos últimos anos taxas de crescimento de Tigre Asiático, tem agora em Lima uma capital muito mais atraente do que há dez anos. Vá em setembro, quando ocorre a Mistura, a maior feira gastronômica da América Latina.

Em 2013, a cidade menos francesa da França estará no centro das atenções. Elo nada perdido entre a Europa e o norte da África, essa metrópole multicultural à beira do Mediterrâneo assume o papel de Capital Europeia da Cultura (mp2013.fr), que compartilhará com Kosice, na Eslovênia. Mais bem localizada impossível – a um pulo da Provence e das praias da Côte d’Azur –, a segunda maior cidade do país será palco de 74 eventos culturais ao longo do ano, entre exposições, espetáculos, conferências e workshops. Paralelamente, também terá um animado circuito alternativo ao calendário oficial, o Off Marseille (marseille2013.com). A festa de abertura da programação ocorre já em 12 e 13 de janeiro, com desfile, queima de fogos e diversos espetáculos.

Até meados de 2011, a aventura pela antiga Birmânia começava na hora de conseguir o visto. Apartada do mundo desde 1950 por uma ditadura sanguinária, essa ex-colônia britânica manteve templos, florestas e cidades intocados. Nos últimos anos a democracia ganhou espaço, culminando com a eleição, em 2012, como membro do Congresso da ativista Aung San Suu Kyi, prêmio Nobel da Paz que passou duas décadas em prisão domiciliar. Se por um lado os hotéis do país ainda têm muito a melhorar, a partir de julho a rede Orient- Express (orient-express.com) passará a operar um novo cruzeiro fluvial pelo Rio Irrawaddy, entre Yangon e Bhamo, parando nos principais sítios histórico e culturais do caminho. 

Recuperada, recuperada, a capital da Louisiana não está. Segundo as estimativas mais otimistas, Nova Orleans só se reerguerá dos estragos dos furacões Katrina e Isaac em 2018, nos seus 300 anos. Mas, se não tem luz, Nova Orleans vai de vela. A boemia dessa cidade que é berço do jazz energiza a todos. Artistas de todo o país fazem também sua parte, incluindo Nova Orleans em suas turnês. O festival Jazz Heritage, no fim de abril, está cada vez mais badalado (em 2013, Foo Fighters e Bruce Springsteen estão na programação), e o French Quarter anda animado, com 90% de suas lojas, restaurantes e bares a todo vapor.  

  • ÓRBITA DA TERRA

E o turismo finalmente alcançou sua última fronteira: o espaço. Previsto para o fim do ano, o Virgin Galactic (virgingalactic.com), do magnata inglês Richard Branson, levará passageiros para passeios de duas horas a 110 quilômetros de altura (por US$ 200 000). Outro jeito de alcançar a estratosfera será com o Bloon (inbloon.com), balão de última geração da empresa espanhola zero2infinity. A máquina elevará a tripulação a 36 quilômetros de altura por três horas (e € 110 000). As viagens só devem começar em 2014. Nos voos, os passageiros poderão “flutuar” com a gravidade zero e ver da janela das espaçonaves a curvatura da Terra.

  • RUANDA

Para sempre lembrada pelo genocídio que chocou o planeta em 1994, Ruanda agora é uma estrela do ecoturismo. Ali é possível ver de perto e em liberdade algumas das últimas famílias de gorilas. O Volcanoes National Park (rwandatourism. com), que abriga a espécie, está a apenas duas horas do aeroporto da capital, Kigali – na República Democrática do Congo e em Uganda, países onde também há gorilas, as viagens para vê-los são verdadeiras odisseias. A demanda levou o preço da autorização para fazer o trekking pelas montanhas dos macacões (privilégio concedido a oito turistas por dia) subir de US$ 500 para US$ 750. Veja em gov.rw.

A crise econômica de 2008 acertou a Islândia em cheio e provocou uma desvalorização brutal de sua moeda. Já em recuperação econômica e política, o país abre orgulhoso suas portas para o visitante, que, cinco anos atrás, teria muita dificuldade em conhecer a terra natal da cantora Björk. Ponto de partida para caminhadas por vulcões e paisagens estranhas e belas, a capital mais setentrional do globo é, para dizer pouco, inusual. O passado viking e a pulsação contemporânea de seus bares, lojas de design e galerias de arte refletem, no cotidiano, os extremos da natureza, em que a noite pode ser eterna no inverno e o dia não terminar no verão. Se quiser um conselho, prefira visitar Reykjavik quando ela nunca dorme. 

Tulum está para Cancún assim como a Praia do Espelho está para Porto Seguro, com uma notável diferença: sobre suas falésias repousam ruínas maias do século 12. A apenas 130 quilômetros de Cancún, Tulum, a mais bela das praias da Riviera Maia – e quiçá do México –, cultivou seu jeitão rústico até os dias de hoje, contrariando todos os prognósticos. Os hotéis à beira-mar ainda são iluminados por geradores, e muvuca não se vê por ali. O que não quer dizer em absoluto que falte conforto (nem muito menos charme) a pousadinhas como a Cabañas La Luna (caba naslaluna.com), cujas cabanas à beira-mar combinam perfeitamente com a atmosfera do lugar. Na cidade, viajantes antenados e velejadores aparecem para uma margarita ao cair da noite. Mas não dê bobeira. Aqui e ali já se começa a ouvir aquela conversinha nostálgica: “No meu tempo é que Tulum era bom…”

  • SRI LANKA

Dois raios podem até não cair no mesmo lugar. Mas nada impede que um tsunami devaste um país arrasado pela Guerra Civil. No Sri Lanka, essa ilha ao sul da Índia, foi assim. Refeito das ondas gigantes de 2004 e das feridas da guerra civil que se estendeu por décadas até 2009, Sri Lanka é o novo hit asiático. Com dois milênios de história, o destino tem templos, ruínas e parques nacionais (nestes, use elefantes como montaria para tentar ver os leopardos). Praias irretocáveis e uma culinária apimentada completam o caldeirão festivo. Após o tsunami, muitos hotéis foram totalmente reformados. E, com a paz, várias novidades se somaram a eles. Um dos empreendimentos mais esperados para 2013 é um hotel superluxuoso da rede Shangri-la na cidade de Hambantota.  

Leia mais:

Check-in ##– Veja outras reportagens da edição de JANEIRO de 2013 da VT

As praias do verão 2013 ##– 36 destinos de praia para ver peixinhos, badalar ou só ficar de boa

VT Responde: Montreal, Suíça e Jordânia

Trotamundos: la isla bonita ##– Para comer e dormir bem em Boipeba (BA)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s