Praia na Itália tem muro que separa homens e mulheres

Localizada no extremo nordeste da Itália, Pedocin é a última praia da Europa que ainda divide homens e mulheres por um muro que se estende até o mar

Por Ariene Leite Atualizado em 11 ago 2017, 19h19 - Publicado em 10 ago 2017, 17h12

Águas cristalinas, paisagens exuberantes e areia branquinha. Poderia ser mais uma bela praia da Europa se não fosse por um fator inesperado: homens e mulheres não podem dividir o mesmo espaço.

Localizada na cidade de Triestan, a praia de Pedocin (também chamada de Bagni Comunali Lanterna), na Itália, é dividida ao meio por um muro branco de dois metros de altura que separa homens de mulheres – e crianças de até 12 anos – que visitam o local. Enquanto que do lado direito, apenas homens são permitidos, do lado esquerdo, somente mulheres e crianças podem estar ali.

Aberto oficialmente em 1903, a praia era dividida por uma cerca simples que mais tarde seria substituída por uma parede de tijolos, passando a separar as pessoas tanto na areia como na água.

  • Em 2009, o muro foi restaurado após um investimento de aproximadamente 300 mil euros feito pelo prefeito da época, Roberto Dipiazza, que queria recuperar o “antigo esplendor” do período do Império Austro-Húngaro. Hoje, ela é a única praia da Europa que ainda obriga a separação de gêneros entre seus frequentadores.

    A praia conta ainda com uma taxa de entrada introduzida pela primeira vez em 1938, que custa 1 euro (R$ 3,69) por pessoa. Caso o visitante tenha interesse é possível fazer um cartão de fidelidade mensal, ou ainda, por temporada.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade