Os tradicionais mercados natalinos na Alemanha resistem ao tempo

Weinachtsmärkete, os Mercados de Natal, vendem quinquilharias e guloseimas que carregam séculos de tradições alemãs

Por Da Redação Atualizado em 1 nov 2017, 15h53 - Publicado em 6 nov 2012, 18h50

Na Alemanha de hoje, com suas cidades cosmopolitas e descoladas, os Mercados de Natal podem parecer eventos um tanto kitsch para viajantes apressados. Mas programe uma pausa para visitá-los: eles representam a alma alemã, aquela mais genuína e arraigada. Conseguem manter o espírito de Natal fortemente influenciado pelos preceitos religiosos do catolicismo e principalmente do protestantismo.

Os objetos, as guloseimas, as canções e os enfeites que se encontram nas bancas desses mercados carregam séculos de tradições e simbolismos que remontam a épocas difíceis para a maioria da população.

O primeiro mercado de Natal que consta dos registros data de 1616 em Nuremberg e desde então tem sido uma atração para milhões de pessoas. Veja acima as fotos destas agitadas feiras que surgem no final do ano em várias cidades da Alemanha como Frankfurt, Berlim e Bremen.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade