Os objetos mais bizarros esquecidos em aviões

A lista inclui uma armadura medieval, sapos embalados a vácuo, diamantes e até cinzas de cremação

Por Ariene Leite Atualizado em 7 dez 2017, 19h37 - Publicado em 30 nov 2017, 18h23

Com milhões de passageiros passando pelos aeroportos todos os dias, é inevitável que alguns pertences sejam acidentalmente deixados para trás. Enquanto alguns são encontrados e devolvidos aos seus donos, outros ficam perdidos para todo o sempre ou, o que talvez poucos imaginassem, são revendidos em lojas especializadas em objetos esquecidos em voos.

É o caso da Unclaimed Baggage Center (Centro de Bagagem Não Reivindicada), uma loja na cidade de Scottsboro, no Alabama, que compra bagagens não reivindicadas por seus ditos donos. As companhias aéreas americanas tentam por 90 dias localizar o dono da bagagem. Caso não encontrem, a mala é vendida para a loja do Alabama.

Todos os dias, a UBC armazena mais de 600 objetos que vão dos mais simples (como livros e roupas) até os mais improváveis (como diamantes de 5 quilates e peles de animais). Foi observando esses objetos que a loja reuniu os itens mais peculiares já encontrados nos últimos 40 anos. Confira a lista:

Uma armadura

A armadura encontrada era uma réplica idêntica de uma peça do século 19 GrLb71/iStock

Um diamante de 5.8 quilates

O diamante foi encontrado dentro de uma meia AnthiaCumming/iStock

Uma câmera feita para os ônibus espaciais da NASA

O equipamento foi devolvido para a NASA LaserLens/iStock

Uma boneca com “surpresinha”

Depois de comprar uma Barbie para a filha na UBC, uma mulher encontrou US$ 500 escondida dentro do corpo da boneca fieldwork/iStock

Outros itens encontrados na loja do Alabama

Uma concha de tartaruga gigante

Uma cascavel viva (que não foi vendida!)

Continua após a publicidade

Pele de urso coberta de sal (fedia muito!)

Uma pele de zebra completa, com orelha e cauda

50 sapos embalados a vácuo

Um vestido Versace de um coleção recente

Um Rolex avaliado em 60 mil dólares

Cinzas de cremação

Uma lápide

Uma máscara mortuária egípcia e um falcão mumificado com cerca de 4 000 anos

Um vaso Limoges vendido por US$ 80 e mais tarde avaliado em US$ 18 000

Continua após a publicidade

Publicidade