Na terra, na represa, na fazenda

Pedalar no asfalto não faz o seu estilo? Coloque a bicicleta no carro e conheça três trilhas mapeadas e arborizadas perto de São Paulo

Nazaré Paulista

Parte da água potável consumida em São Paulo vem do reservatório da Represa Atibainha, atração desta trilha. O percurso tem 17,8 quilômetros sem ladeiras. Começa em frente à entrada da Pousada fazendinha. A 700 metros, cruza a represa por uma ponte de concreto. Com a margem do lado direito, entre na Mata Atlântica úmida, fresca, sombreada. Depois de 10 quilômetros, a trilha encontra uma estradinha de asfalto e cruza outra ponte de concreto sobre a represa. Esse já é o trecho final de volta ao ponto de partida, à margem da represa.

COMO CHEGAR Pegue a saída 39 da Dom Pedro I (sentido Atibaia) para Santa Luzia. São 7 quilômetros de estrada de terra até a represa mais 2 até o início da trilha.

Serra do Japi

As trilhas montanhosas do Japi, em Jundiaí, são difíceis, mas a região, que é reserva da Biosfera pela Unesco, vale a pedalada. a mais amigável tem 31 quilômetros e começa no Pesqueiro Pescar, na Estrada Santa Clara. A trilha segue 500 metros em asfalto e, depois do único bar do pedaço, continua por 1 quilômetro. Uma estrada de terra leva ao asfalto da deserta Cajamar– Pirapora e passa em frente ao restaurante Japiapé, pitstop no km 10,8. A 800 metros dali, pegue a Rua Monte Serrat. Mais 3,4 quilômetros de terra e tome a direita na bifurcação. Siga optando pela direita nas encruzilhadas, sempre o caminho mais largo, até voltar ao início. A segunda metade da trilha é mais arborizada e segue um riacho.

COMO CHEGAR No km 53 da Anhanguera, passe sob a rodovia e siga à direita na marginal. Depois de 800 metros, entre à esquerda no sentido Vila Maringá. Santa Clara está 5 quilômetros adiante.

Paranapiacaba 

A vila de Paranapiacaba surgiu como base de apoio para a construção da ligação ferroviária entre São Paulo e Santos na boca da Serra do Mar. Ali viveram operários e engenheiros ingleses que reproduziram a arquitetura de seu país. A região é ainda hoje rica em Mata Atlântica densa, preservada no Parque Estadual da Serra do Mar. Não faltam trilhas, nem todas apropriadas ao mountain bike. Você pode começar no Portal de Paranapiacaba. Cruze a vila sem nunca mudar de rua e chegue à guarita do parque. Da guarita são mais 3,2 quilômetros até a vila cenográfica de Taquarussu. São casinhas e uma capela, cenário perfeito para um piquenique. Mais 6,1 quilômetros, deixe a estradinha seguindo as torres de alta tensão. É uma trilha no meio do pasto, um singletrack (“caminho de vaca” no mountainbykês). Aí se vai por um caminho e se volta por outro, até o ponto de partida.

COMO CHEGAR No km 29 da Anchieta, acesse a Rodovia Índio Tibiriçá sentido Ribeirão Pires. Saia à direita na Avenida Francisco Tometich, 12 quilômetros depois. E siga nela por 1,5 quilômetro até a Igreja São José da Boa Viagem, na SP-122

 

Leia mais:

Abril de 2012 – Edição 198

Pedala, SP, pedala

Pedal de Serra

Programa de paulista

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s