Me leva que eu vou – Paraíso (quase) budget

Bahamas: dias de felicidade em New Providence, a principal das 29 ilhas

É um paradoxo. Apesar de ter 29 ilhas lindas e estar a razoáveis 4h30 de navio desde Fort Lauderdale, as Bahamas não estão no wish list dos brasileiros no Caribe. Talvez pela fama de careiras. Mas é possível fazer uma viagem econômica ao arquipélago que se orgulha de ter o mar azul-turquesa mais bonito de todo o Caribe.

Na maior das ilhas, New Providence, está a capital, Nassau. Ali, dê adeus aos táxis. Qualquer corridinha e lá se vão US$ 20. No lugar, vá de jitney, um micro-ônibus de US$ 1,25 (lembre-se de ter sempre dólar – o das Bahamas, que vale o mesmo que o americano – trocado).

O centro de Nassau é o paraíso do viajante budget, pois concentra hospedagens baratas, lojas, McDonald’s e Subways. À noite, são disputados o Señor Frogs (Woodes Rogers Walk, 1-242/323-1777) e o tradicional Hard Rock Café (Charlotte Street, 1-242/325-7625). Aproveite para caminhar bastante por ali, onde está o mercado de pulgas, entre a Bay Street (endereço de duty-frees de marcas famosas, como Rolex, Fendi e Coach) e a Woodes Rogers Walk, o calçadão da zona portuária. Na Bay Street, há ainda casas coloniais nas praças Rawson e do Parlamento.

Próximo dali está o cais Príncipe George, onde atracam os navios de cruzeiros que chegam diariamente à ilha, e o Festival Place, um galpão colorido em que é vendido artesanato típico. Numa pernada pelo Woodes Rogers Walk é difícil não chapar com o tom do azul do mar. Mas o tour não termina aí. É hora de embarcar em um jitney para conhecer a Queen’s Staircase (Escadaria da Rainha), com seus 65 degraus de pedra calcária, construídos por escravos no fim do século 18. No alto da escadaria está o Forte Fincastle. Vale ir também ao Heritage Village, entre as praias de Junkanoo e Saunders, para comer ótimos peixes frescos e a tradicional conch salad por menos de US$ 20. Para beber, vá com fé no Bahama Mama, drinque de rum com frutas, ou nas boas cervas locais, Kalik e Sands.

Mas, se o tempo em Bahamas é curto e tudo o que você procura é praia, praia, praia, tome a linha 10 do jitney rumo a Cable Beach. Praias legais também aparecem em Paradise Island, uma “ilha da ilha” ligada a New Providence por duas pontes. O símbolo do lugar é o faraônico prédio do resort Atlantis, com seis hotéis. Muita gente vai ali para tirar fotos em frente ao prédio cor de salmão e conhecer os tanques com tubarões e arraias. A entrada custa salgados US$ 39. Sorte que a Cabbage Beach, ali perto, é pública.

Leia mais:

Me leva que eu vou

Me leva que eu vou – É só 50!

Me leva que eu vou – Muito além de Cartagena

Me leva que eu vou – Mais uma dose

Me leva que eu vou – O essencial

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s