Livre, leve e budget

Dicas para economizar na Europa: como ser feliz sem gastar muito. Primeira lição: repita os oito mantras abaixo até cansar

Existem hábitos difíceis de largar. Custei, mas aprendi a fazer malas pequenas. E descobri que viajar leve é sinônimo de felicidade (e costas saudáveis). Algumas mudanças de hábito são ainda mais úteis por significar economia. Aqui vão oito dicas que servem como mantras para os viajantes budget que conheci pelo mundo.

1. Dizer não ao roaming

Quem já não passou pela tristeza de ter gasto bem mais do que imaginava com o celular nas férias? Solução: desbloqueie seu aparelho e compre chips locais.

2. Considerar hospedagem em hostels

Os albergues mudaram. Vários deles têm hoje quartos duplos com banheiro privativo e são melhores que muitos hotéis tradicionais. Confira a lista dos melhores hostels no site www.hostelworld.com.

3. Não torcer o nariz para hotéis com banheiros compartilhados

Quando você fica na casa de amigos, não divide o banheiro? Muitos bed & breakfasts cheios de charme têm esse único inconveniente, e você paga só € 35 pela diária.

4. Reduzir a bagagem

Diversas companhias aéreas low-cost cobram para despachar malas. E não raro o excesso de peso pode sair mais caro que o bilhete.

5. Usar sites mediadores de reservas

Eles funcionam como agências de viagens. E conseguem descontos impensáveis. Para hotéis: www.hoteis.com, www.booking.com e www.wotif.com; para aluguel de carros: www.autoeurope.com e www.easycar.com.

6. Aproveitar os menus na hora do almoço

Muitos restaurantes têm menus fixos, com entrada, prato principal e sobremesa, por cerca de € 10. Mesmo casas estreladas entram nessa cobrando até € 30.

7. Não alugar carro em cidades grandes

Vai ser dor de cabeça na certa. Além do trânsito, muitos hotéis cobram diárias de garagem que chegam a € 20. Faça como os locais: use ônibus e metrô e aproveite para bater pernas.

8. Perguntar sempre o preço antes – até da Coca-Cola

E aqui estou sendo literal. Quer ver a conta triplicar? Peça três Coca-Cola na França, onde uma simples latinha pode custar € 5. E adeus, economia. Vinho costuma ser mais barato.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s