Inhotim exibe novas mostras de arte contemporânea; veja fotos

As três exposições, que ficam abertas para visitação até 2020, exibem obras de artistas contemporâneos renomados, como David Lamelas e Robert Irwin

Em três novas exposições, abertas para visitação até 2020, o Instituto Inhotim está colocando obras de uma série de artistas contemporâneos renomados, muitas delas inéditas no Brasil, em diálogo e apresentando para os visitantes temas como percepção e tempo, além de diferentes formas de produção audiovisual.

O argentino David Lamelas, o norte-americano Robert Irwin e a japonesa Yayoi Kusama, artistas que iniciaram suas carreiras entre os anos 50 e 60 e dialogam no foco em percepções e sensações, ao invés de objetos, em suas obras, se unem na exibição Lamelas, Irwin, Kusama: Sobre a Percepção, exposta na Galeria Lago.

Lamelas assina cinco obras, Corner Piece; Límite de una Proyección IProyecciónSituación de Cuatro Placas de Aluminio Untitled (Falling Wall). Irwin integra a exposição com Black³ e Kusama exibe a instalação I’m Here, But Nothing.

Limite de una Proyección, de David Lamelas

Limite de una Proyección, de David Lamelas (Edouard Fraipont/Divulgação)

 

Corner Piece, de David Lamelas

Corner Piece, de David Lamelas (Cortesia do artista/Divulgação)

 

Falling Wall, de David Lamelas

Falling Wall, de David Lamelas (William Gomes/Instituto Inhotim/Divulgação)

Situación de Cuatro Placas de Aluminio, de David Lamelas

Situación de Cuatro Placas de Aluminio, de David Lamelas (William Gomes/Instituto Inhotim/Divulgação)

 

I’m Here, But Nothing, de Yayoi Kusama

I’m Here, But Nothing, de Yayoi Kusama (William Gomes/Instituto Inhotim/Divulgação)

 

Já na Galeria Praça, a exposição Paul Pfeiffer: Ensaios Vitruvianos exibe duas obras do artista norte-americano, a escultura Vitruvian Figure, uma arena de três metros de altura e um milhão de assentos (com capacidade real de 80 mil pessoas), inspirada pelo Estádio Olímpico de Sidney e o vídeo Empire, que apresenta uma narrativa antropomórfica sobre a construção de um ninho.

Vitruvian Figure, de Paul Pfeiffer

Vitruvian Figure, de Paul Pfeiffer (William Gomes/Instituto Inhotim/Divulgação)

 

Empire, de Paul Pfeiffer

Empire, de Paul Pfeiffer (Cortesia do artista/Divulgação)

Por fim, a Galeria Fonte exibe a mostra Para Ver o Tempo Passar, que reúne obras audiovisuais, como vídeos, projeções 3D em tempo real e slides com áudio, de oito artistas. Entre as obras expostas, estão as inéditas I See a Woman Crying (Weeping Woman), vídeo da holandesa Rineke Dijsktra e Have You Ever Seen the Snow?, projeção de slides do mexicano Mario García Torres, além de trabalhos do argentino Jorge Macchi e do brasileiro Marcellvs L.

Have You Ever Seen the Snow?, de Mario Garcia Torres

Have You Ever Seen the Snow?, de Mario Garcia Torres (Cortesia do artista/Divulgação)

 

10:51, de Jorge Macchi

10:51, de Jorge Macchi (Rossana Magri/Divulgação)

 

I See a Woman Crying, de Rineke Dijsktra

I See a Woman Crying, de Rineke Dijsktra (William Gomes/Instituto Inhotim/Divulgação)

 

Oil Stick Work, escultura virtual de John Gerrard

Oil Stick Work, escultura virtual de John Gerrard (William Gomes/Instituto Inhotim/Divulgação)

 

Overground, de Marcellvs L.

Overground, de Marcellvs L. (William Gomes/Instituto Inhotim/Divulgação)

 

The Last Silent Movie, de Susan Hiller

The Last Silent Movie, de Susan Hiller (William Gomes/Instituto Inhotim/Divulgação)

 

Free Fotolab, de Phil Collins

Free Fotolab, de Phil Collins (William Gomes/Instituto Inhotim/Divulgação)

 

Obra de Peter Coffin

Obra de Peter Coffin (William Gomes/Instituto Inhotim/Divulgação)

Além de apresentar nomes consagrados mas ainda pouco exibidos no Brasil, as exposições também abrem caminho para dois projetos futuros do Inhotim: o Instituto está planejando a instalação ao ar livre de uma escultura projetada por Robert Irwin especialmente para o museu e desenvolve atualmente a construção de uma galeria permanente dedicada a Yayoi Kusama.

O Instituto Inhotim está localizado em Brumadinho, em Minas Gerais, e fica aberto para visitação de terça a domingo, a partir das 9h30.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s