Flagrantes de má conduta em avião vão parar no Instagram

Ex-comissária de bordo criou o @passengershaming para denunciar comportamentos nada adequados em voos comerciais

Qual foi a situação mais bizarra que você já teve que enfrentar em um voo? Alguns passageiros encaram a poltrona do avião como uma extensão de sua sala de estar e reproduzem comportamentos no mínimo bizarros. Quem sofre com isso tudo é a tripulação e os colegas de poltrona que precisam suportar longas horas ao lado de um joselito-sem-noção.

Para compartilhar esses momentos surreais que acontecem nas nuvens, a ex-comissária de bordo Shawn Kathleen criou a conta @passengershaming e passou a compartilhar fotos que os seguidores mandavam de situações bizarras.

Com 810 mil seguidores e quase mil publicações, Shawn recebe fotos anônimas feitas por passageiros e tripulantes de todo o mundo e compartilha em sua conta comportamentos que não deveriam ser reproduzidos em voos por aí.

Uma das últimas publicações que viralizou foi a da pessoa que resolveu secar roupas de banho no encosto de uma fileira de poltronas em uma aeronave da GOL. Detalhe: o ar condicionada da aeronave ligado torna qualquer tentativa se secar um mero biquíni infrutífera.

As fotos que mostram os cabeludos folgados também são bem recorrentes na conta. Jubas que escorrem por cima da poltrona e tapam o monitor do passageiro sentado atrás ou, não raro, caem dentro do copo de bebida ou no prato de comida.

Um episódio nada comum, mas que foi flagrado pelas lentes dos fotógrafos amadores de plantão, foi a senhora que usou o saco plástico do travesseiro para enfiar a cabeça, alegando que estava sentindo muito frio (e parece que funcionou).

O campeão de aparecimentos no @passengershaming, com certeza, são os pés descalços. Pés para o alto, no banco da frente ou atrapalhando os comissários no corredor, não é nada raro achar os que entendem o avião como uma grande sala de estar. Em entrevista para a The Points Guy, Kathleen disse: “se meus cotovelos e braços tocarem os dedos descalços de alguém, eu juro por Deus que sou capaz de decepar os pés!”

Por último, mas não menos estranho e menos recorrente, são as dentaduras perdidas na bolsa do assento. Aparentemente as pessoas não se sentem estranhas de saírem desdentadas do avião.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Marcello Valverde

    Sem discordar que secar o biquíni nos encostos é inadequado e sem noção, a autora da matéria faz um comentário errado qua do diz que “o ar condicionada da aeronave ligado torna qualquer tentativa se secar um mero biquíni infrutífera”, pois é justamente o contrário: o ar.condicionado deixa o ambiente da cabine com baixa umidade relativa, O QUE FAVORECE A SECAGEM.

    Física básica…

    Curtir