Europa barata: Inglaterra

€ 31 é o preço de um almoço ou um jantar no Maze, do superchef Gordom Ramsay

Não, Londres não é mais a mesma. Após o número de reservas escassear na mesma proporção que os créditos bancários, grandes chefs deram o braço a torcer, aderindo a promoções. Até o todo-poderoso Gordon Ramsey viveu seu próprio inferno na cozinha, obrigando-se a encerrar as atividades de uma de suas casas londrinas, o La Noisette, com apenas 18 meses de vida. Escaldado, vem cobrando módicas £ 45 (€ 56) pelo menu de almoço (a degustação custa £ 125), com três pratos, na joia de sua coroa, o Restaurant Gordon Ramsey (68 Royal Hospital Road, 44-20/7352-4441, gordonramsay.com; 2ª/6ª 12h/14h30 e 18h30/23h; Cc: todos), que ostenta três estrelas no Michelin. Outros tentáculos de seu império também acusam o golpe. Em seu elegante Pétrus (1 Kinnerton Street, 44-20/7592-1609, gordonramsay.com; 2ª/sáb 12h/14h30 e 18h/22h30; Cc: todos), com uma estrela, o almoço, em três etapas, sai por £ 30, o equivalente, em julho, a € 38 (o menu degustação custa £ 75, ou € 95). Caso ainda reste dúvida sobre a generosidade recém-adquirida do temido cozinheiro, em seu Maze (10-13 Grosvenor Square, 44-20/7107-0000, gordonramsay.com; 12h/14h30 e 18h/22h30; Cc: todos), dono de uma estrela no Michelin, é possível pedir quatro pratos por £ 25 (€ 31) na hora do almoço ou entre 18 e 19 horas – um terço do preço do menu degustação de seis pratos. É verdade que o horário é estranho para os nossos costumes, mas dá para pegar um teatro depois. Not bad.

L’Atelier, restaurante duplamente estrelado pelo Michelin em Londres, Inglaterra L’Atelier, restaurante duplamente estrelado pelo Michelin em Londres, Inglaterra

L’Atelier, restaurante duplamente estrelado pelo Michelin em Londres, Inglaterra (/)

O balcão do L’Atelier, francês badalado com menus desde € 34 – Foto: Divulgação

Liquidação do meio-dia

Ramsay não está só. Na duplamente estrelada filial londrina do L’Atelier (13-15 West Street, 44-20/7010-8600, joelrobuchon.co.uk; 12h/14h30 e 17h30/22h30; Cc: todos), do chef fancês Joël Robuchon, o almoço com dois pratos sai por £ 28 (€ 34) – algo inimaginável em suas casas de Paris, Cingapura ou Tóquio, onde os menus degustação começam em € 150. Outro francês de prestígio da cidade, Pascal Aussignac, à fente do Club Gascon (57 West Smithfield, 44-20/7796-0600, clubgascon.com; 2ª/6ª 12h/14h e 19h/22h; Cc: todos), com uma estrela no Michelin, aderiu recentemente à liquidação do meiodia. O chamado Dejeuner Club, de três pratos, sai por £ 25 (€ 31), menos da metade da degustação completa, de cincopratos. No também fancês Pied à Terre (34 Charlotte Street, 44-20/7636-1178, pieda-terre.co.uk; 2ª/6ª 12h15/14h30 e 18h/23h, sáb 18h/23h; Cc: M, V), com uma estrela no Michelin, o menu de almoço custa £ 27,50 (€ 34) e, até o mês de setembro, o menu degustação de £ 75 (€ 95) está dando sopa por £ 55 (€ 68). O chef David Moore resume o panorama atual: “Nós estamos vivendo uma cultura de buscar o melhor custobenefício. Estar na gama mais alta do mercado não nos exclui da necessidade de ter clientes em nossas mesas”.

O bolo de limão com merengue do Pied à Terre, restaurante com uma estrela no Michelin, em Londres, Inglaterra O bolo de limão com merengue do Pied à Terre, restaurante com uma estrela no Michelin, em Londres, Inglaterra

O bolo de limão com merengue do Pied à Terre, restaurante com uma estrela no Michelin, em Londres, Inglaterra (/)

O bolo de limão commerengue do Pied à Terre – Foto: Divulgação

God save the pounds

Além de comer fora de hora ou trocar o jantar pelo almoço, há outras maneiras espertas de economizar na cidade. Em Londres, como todo mundo sabe, os museus de peso são gratuitos, o que inclui o British Museum (Great Russell Street, 44-20/7323-8299, britishmuseum.org; 10h/17h30), o Natural History Museum (Cromwell Road, 44-20/7942-5000, nhm.ac.uk; 10h/17h30) e a National Gallery (Trafalgar Square, 44-20/7747-2885, nationalgallery.org.uk; 10h/18h, 6ª 10h/21h). Ainda assim, há como poupar umas libras também nas atrações pagas, como o célebre museu de cera Madame Tussaud’s (Marylebone Road, 44-20/871-894-3000, madametussauds.com; 9h/18h; desde £ 30), e em vários tipos de city tour, comprando as entradas pelo site discount-london.com. O transporte, caríssimo na capital britânica mesmo quando se trata de ônibus ou metrô, também pode ser mais suave no orçamento com o Visitor Oyster Card (visitorshop.tfl.gov.uk), o passe de transporte público mais econômico, na forma de um cartão magnético recarregável que você pode abastecer com a quantia que achar necessária. Comprando o bilhete simples avulso, o trecho custa dolorosos £ 4,30 (€ 5,40). Com o Oyster, uma viagem em horário de pico nas zonas 1 e 2 sai por £ 2,70 (€ 3,40). Tão elementar quanto “mind the gap”.

O museu de cera Madame Tussaud’s, em Londres, Inglaterra O museu de cera Madame Tussaud’s, em Londres, Inglaterra

O museu de cera Madame Tussaud’s, em Londres, Inglaterra (/)

O museu de cera Madame Tussaud’s – Foto: Valdemir Cunha

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s