Dicas para não pagar mico, nem multa em cidades com culturas diferentes da brasileira

Hoje li uma notícia de que um turista foi condenado a cumprir 3 meses de prisão e terá de pagar mais de R$ 1.600 por simplesmente tocar o ombro de uma policial em Dubai, nos Emirados Árabes. Quer dizer, “simplesmente” para nós, brasileiros, que estamos acostumados a tocar desconhecidos, beijar o namorado na rua, chamar todo mundo de “amigo”, garçom de “chefia”, e por aí vai. Mas a questão é que outros países, alguns que até são parecidos com o nosso jeito de viver, têm algumas peculiaridades e precisamos ficar atentos para não pagar mico ou pagar um preço mais alto ainda, como o do turista mencionado acima.

Pensei nesses pontos de atenção de alguns lugares por onde passei:

*   Bebida em Paris – é proibido tomar bebida alcoólica em parques e jardins públicos da cidade. Os piqueniques, muito comuns por ali, podem contar apenas com a parte dos queijos. A dos vinhos fica para outro ambiente. Nos Estados Unidos é proibido beber na rua de todas as cidades ou em qualquer lugar público. Apenas em Las Vegas (what happens in Vegas, stay in Vegas) está liberado.

* Fotos em Amsterdam – são mais do que permitidas. A não ser que você esteja na região da Red Light à noite. Ali, onde rolam as baladinhas, fica lotado de gente curiosa sobre as famosas “vitrines de gente”. Só que não pode tirar fotos. Corre-se o sério risco de ganhar muito mais do que uma multa, mas uns bons tapas. Seu Instagram terá que sobreviver sem essa foto.

* Beijos nos USA – apesar das comédias românticas de Hollywood, cheias de troca de salivas, os norte-americanos não veem com bons olhos quem resolve manifestar seu amor, desejo (ou o nome que quiserem dar) publicamente. Até mesmo beijo no rosto não é muito comum se você não tem intimidade com a pessoa. Mas nas baladas é comum ver as pessoas amassando todas as outras partes do corpo, só que sem beijar. Vai entender… Além da preservação da imagem pública, tem uma preocupação com os “germs”. Amigos que moram nos USA me contaram (não sei se é assim em todos os Estados), mas quem está gripado não frequenta as casas dos amigos para não passar os tais dos “germs”.

* Animais na Austrália – a natureza ali tem preferência. Ainda bem! Assim temos a possibilidade de ter acesso a um lugar evoluído e ao mesmo tempo super preservado. Mas muitas praias não permitem o acesso ao mar, já que por ali circulam crocodilos, tubarões ou águas vivas. Se tem uma placa indicando que não pode entrar, não pode mesmo. Além de correr o sério risco de sofrer um ataque de algum animal selvagem, ainda terá que pagar uma multa salgada. Ah, e nos Estados de New South Wales e Queensland é proibido fumar nas praias.

* Braços e pernas de fora na Itália – calma, não é em todos os lugares. Mas não é permitido entrar no Vaticano ou em qualquer igreja usando short, bermuda, saia curta ou blusas muito decotadas.

E aí, você tem algum ponto de atenção de alguma cidade que visitou em outro país e que devemos saber antes de embarcar? Compartilha com a gente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s