Coronavírus: hotéis da Região dos Lagos (RJ) são desocupados

Arraial do Cabo, Búzios e Cabo Frio fecharam serviços de hospedagem e não estão aceitando novas reservas

Por Agência Brasil Atualizado em 8 dez 2020, 12h01 - Publicado em 25 mar 2020, 14h14

Os municípios de Arraial do Cabo, Búzios e Cabo Frio, no litoral fluminense, decretaram o fechamento de serviços de hospedagem e pediram que os hotéis, pousadas e similares recusem novas reservas e desocupem os quartos. As cidades são os principais destinos turísticos da Região dos Lagos e adotaram a medida no contexto da prevenção ao coronavírus.

Publicada hoje (25), a decisão da prefeitura de Cabo Frio acompanha os municípios vizinhos. No decreto, a cidade menciona serviços de hospedagem e edificações residenciais destinadas ao recebimento de grupos de turistas, que ficam impedidos de realizar novas hospedagens ou reservas.

A partir da publicação do decreto, esses estabelecimentos terão 72 horas para desocuparem seus quartos e suspenderem suas atividades.

  • Arraial do Cabo foi a primeira das três a publicar a decisão, na última sexta-feira (20). A cidade determinou que hotéis, pousadas e hostels notificassem seus hóspedes para deixar os quartos em até 48 horas.

    No sábado, Búzios incluiu a mesma decisão em seu decreto de calamidade pública. No Artigo 13 do decreto, a cidade determina que hotéis, pousadas, pensões, hostels, apartamentos de aluguéis de temporada e similares não façam novas hospedagens e/ou reservas por tempo indeterminado. A cidade deu 72 horas para que os quartos desses estabelecimentos fossem desocupados.

    Muito procurada por turistas argentinos, a cidade tem divulgado orientações do Consulado da Argentina para visitantes que estejam com dificuldades de retornar ao país vizinho, que adotou uma quarentena nacional.

  • Leia tudo sobre o coronavírus

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade