Conheça os desafios de subir o vulcão Lascar, no Chile, na parte final da série “7 dias no Atacama”

Por Rafael Gonzaga 9 jun 2016, 21h58

Após quatro episódios abordando vários detalhes interessantes do Deserto do Atacama, no Chile, chegou, enfim, a última etapa da missão encabeçada pela jornalista Paula Varejão. O episódio final é, aliás, o mais desafiador de todos e registra a subida ao vulcão Lascar, ativo até hoje, a 5.592 metros de altura. Rajadas de vento muito fortes e sensação térmica de -18ºC são alguns dos fatores a serem enfrentados para chegar até a cratera, fechando com chave de ouro a websérie “7 Dias no Atacama”.

Para se ter uma noção do que é o vulcão Lascar, em outubro de 2015 o Serviço Nacional de Geologia e Mineração do Chile decretou alerta amarelo em função de um aumento de atividade no vulcão Lascar,que fica a 1.600 quilômetros de Santiago. Na ocasião, o maciço registrou uma coluna de fumaça de 2.500 metros de altitude. Em 2012 o mesmo alerta foi acionado e, em 2006 o vulcão gerou mais e 3 mil metros de fumaça. A última grande erupção foi em abril de 1993, e as cinzas chegaram a ser arrastadas pelo vento até o litoral brasileiro. Confira logo o vídeo e veja os detalhes dessa aventura:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=tGtcWkjPSKM?feature=oembed%5D

Esse foi o episódio final da saga, mas, se você perdeu os episódios anteriores, pode ver começar agora a assistir desde o primeiro clicando aqui. E lembrando que o registro da passagem de Paula pelo deserto do Atacama rendeu cinco episódios semanais, disponíveis no canal de Youtube da jornalista, e, é claro, aqui no site da Viagem & Turismo.

Continua após a publicidade
Publicidade