Baleias jubarte dão show em Ilhabela (SP)

Fotos mostram as piruetas de um grupo de cetáceos, que migraram mais cedo este ano. Em Santa Catarina, a temporada das baleias franca deve iniciar em julho

Por Bárbara Ligero Atualizado em 20 jul 2021, 15h40 - Publicado em 9 jun 2020, 13h10

Entre domingo (7) e segunda-feira (8), pelo menos 11 baleias jubartes foram avistadas em Ilhabela, no litoral norte de São Paulo.

Os flagrantes foram registrados por Julio Cardoso, pesquisador e fundador do Projeto Baleia à Vista, que compartilhou fotos e vídeos em sua página no Facebook.

A entidade, que trabalha com o monitoramento, registro e levantamento de informações sobre esses animais na região, afirmou que as baleias foram vistas primeiro próximas à Ponta de Sepituba e, no dia seguinte, no Bonete.

A possibilidade de avistar baleias e também raiais, golfinhos e até orcas é uma das principais atrações para quem passeia de barco em Ilhabela entre os meses de junho e agosto. 

Porém, este ano os animais chegaram à região um pouco mais cedo. Desde a segunda quinzena de maio as jubarte estão sendo avistadas em Ilhabela.

Em 2019, o projeto contabilizou a passagem de 350 baleias pelo litoral norte paulista.

Continua após a publicidade

Vale lembrar que, devido à pandemia de coronavírus, o município de Ilhabela restringiu a entrada de turistas pela balsa ainda em março. Só é permitida a travessia de moradores, trabalhadores, carros de emergência e prestadores de serviços essenciais.

  • Baleia Franca em Santa Catarina

    Em Santa Catarina, a observação de baleias é uma das apostas para o pós-pandemia, já que se trata de uma atividade ao ar livre, sem aglomerações.

    De julho a outubro, as cidades de Laguna, Imbituba e Garopaba recebem a visita de baleias franca e formam a chamada Rota da Baleia Franca“, destino turístico que afirma já estar se preparando para receber os turistas sob essa nova normalidade.

  • Cristiane Bossoni, condutora ambiental da empresa Trilha Ecoturismo, explicou que seguirá as recomendações da Associação Brasileira de Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA), o que inclui medidas de distanciamento físico e de prevenção de contágio.

    “Acreditamos que mantendo esta postura de cautela, poderemos ter uma temporada ideal para este novo turismo que está surgindo, pois durante a temporada da Baleia já somos uma região com baixa densidade turística”, acrescenta o coordenador da Rota da Baleia Franca, Felipe Uszacki.

    Veja um relato completo de como é a experiência de avistar baleias franca no litoral de Santa Catarina.

    Leia tudo sobre coronavírus

    Continua após a publicidade
    Publicidade