As 5 melhores experiências da minha Fernando de Noronha

Jogador de futebol pernambucano Hernanes conta quais foram suas experiências inesquecíveis em Fernando de Noronha

Por Viagem e Turismo Atualizado em 13 jan 2017, 14h02 - Publicado em 9 dez 2016, 17h44

1. Sancho

“Você sabe, não faltam praias lindas, mas esta é a mais incrível que já fui. Ela te tranquiliza, é bem isolada, com acesso por uma escadaria ou de barco. Calmas, as águas têm a temperatura ideal, a areia é branquinha. Outras das mais belas praias são a Conceição e a Cacimba do Padre, estas com ondas.”

Foto: Amcamargo/Flickr
Foto: Amcamargo/Flickr

2. Trilha para a Praia do Atalaia

“É imperdível. O acesso a ela rola somente com guia, e o ICMBio controla a quantidade de pessoas que por ali querem caminhar. Não é das trilhas mais difíceis, gasta-se meia hora. Aí a gente chega à praia, com aquela piscina natural espetacular quando a maré baixa. Só é possível mergulhar durante 30 minutos, e o protetor solar é proibido, assim o ecossistema se mantém preservado.”

+ 13 atrações imperdíveis em Fernando de Noronha

Foto: Backpacker/Flickr
Foto: Backpacker/Flickr

3. O passeio de barco clássico

“É uma atividade praticamente obrigatória para quem quer conhecer a ilha direito. Muitas vezes golfinhos e arraias acompanham a embarcação, que circula pelo mar de dentro em meio às principais praias, contornadas por fendas e falésias. Tem o Morro Dois Irmãos… Os guias vão contando lendas da ilha, como o Buraco da Raquel. O melhor é a parada para mergulho livre, com snorkel; nela, a Praia do Sancho, que é das mais bonitas do mundo.”

Foto: Roberta Viegas/Flickr
Foto: Roberta Viegas/Flickr

4. Mergulho, a lei

“Se você gosta, vá até a Praia do Porto, de onde partem os barcos que levam para os melhores pontos de visibilidade. Gosto de mergulhar de snorkel ou com a pranchinha e sou doido para fazer um de cilindro, mas ainda não me aventurei nessa.”

+ As praias mais lindas de Pernambuco

Foto: Rodrigo Valença/Flickr
Foto: Rodrigo Valença/Flickr

5. Restaurante Corveta

“Sou apaixonado por Noronha e pela gastronomia, então entrei como sócio nessa casa no Bosque Flamboyant. Não perca o bacalhau ao marinheiro e, depois, o bolinho quente ChoCorveta, feito com queijo e recheado com geleia de frutas vermelhas – ele lembra um petit gâteau. O nome Corveta, aliás, remete a um navio naufragado na ilha em 1983.”

Hernanes As indicações são de Hernanes, pernambucano, jogador da Juventus da Itália e que esteve na última copa

Texto publicado na edição 253 da revista Viagem e Turismo (novembro/2016)

Continua após a publicidade

Publicidade