Arquitetura e urbanismo: passado versus futuro

“É a vez de Santiago virar cosmopolita”, diz o arquiteto chileno Mario Figueroa, coautor do novo Museo de los Derechos Humanos. A obsessão santiaguina por torres pomposas tem caracterizado bairros como Nueva Las Condes. Em Providencia, o Costanera Center terá arranha-céus e já conta com o maior shopping da América Latina. A cidade também exibe bons projetos contemporâneos, como as Torres Siamesas da PUC, e antigos casarões preservados nos bairros de Brasil e Bellavista. “Em Buenos Aires, predominam as linhas conservadoras”, compara Figueroa.

Na Recoleta, a Avenida Alvear deleita os visitantes com o neoclassicismo de palacetes como a Embaixada da França. Eclético, o Microcentro sedia exemplares da arquitetura racionalista (Edifício Kavanagh) e palladiana (Torre de los Ingleses). Em Puerto Madero, a arrojada Puente de la Mujer, do catalão Santiago Calatrava, contrasta com os paralelepípedos de San Telmo e os cortiços de La Boca. Pelo conjunto, dá, apertado, Buenos Aires.

E a vencedora é: Buenos Aires

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s