Arqueólogos encontram pedra com inscrição em homenagem a imperador romano em Jerusalém

Pedra entalhada tem texto louvando Adriano, do antigo Império Romano, servia de material de acabamento de cisterna

Arqueólogos de Jerusalém estão em êxtase: acaba de ser encontrada uma pedra de mais de 2 mil anos com inscrições em latim dedicadas ao imperador Adriano, que regeu a Roma Antiga entre 117 e 138. É raro encontrar pedras entalhadas em latim em Israel – por isso, a descoberta é uma das mais importantes do país.

O objeto histórico foi descoberto em uma área de escavação ao norte do Portão de Damasco, um dos portais da Cidade Antiga de Jerusalém. Com o passar dos anos, a pedra já tinha perdido seu valor e estava sendo utilizada como o piso de uma antiga cisterna. De acordo com o órgão que cuida da arqueologia do país, a Autoridade de Antiguidades de Israel, até alguns séculos atrás era comum reciclar material antigo na construção civil. É por isso que a pedra com a inscrição tem um arco: um pedaço com o resto do texto foi serrado para caber na cisterna.

Traduzida por Avner Ecker e Hannah Cotton da Universidade Hebraica de Jerusalém, a inscrição diz o seguinte: “para o imperador Caesar Traianus Hadrianus Augustus, filho do deificado Traianus Parthicus, neto do deificado Nerva, sumo sacerdote, investido do poder tribuniciano pela 14ª era, cônsul da terceira era, pai do país dedicado pela 10ª Legião Fretensis”. Ou seja, uma rasgação de seda daquelas, promovida pelo exército romano.

O texto termina aí, meio incompleto, porque a pedra foi dividida em duas. A outra metade já tinha sido descoberta no século 19 e hoje está exposta no pátio do Studium Biblicum Franciscanum Museum.

O momento histórico

A descoberta da pedra prova a presença do exército romano em Jerusalém durante um período entre duas revoltas. O governo de Adriano realizou várias incursões a Israel, a fim de forçar a conversão de judeus, gerando revoltas populares.

A pedra histórica está exposta no Rockefeller Museum, sede do órgão responsável pelas antiguidades israelenses. Também conhecido como Museu Palestino Arqueológico, o local funciona de sábado a quinta-feira, das 10h às 17h. Às sextas e feriados, abre das 10h às 14h. Às terças, funciona das 16h às 21h.

Mais informações no site do Museu.

Leia mais:

Fotos: 15 grandes peregrinações e lugares santos do mundo

Fotos dos tesouros do Islã: arquitetura, arte e religião

Os mais belos castelos, fortes e muralhas do mundo

Império Romano: fronteiras do passado

Celebrações religiosas da Semana Santa no Brasil e no mundo

As 17 mais belas igrejas do mundo

23 lugares para conhecer antes de eles morrerem

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s