Abra os olhos para a arte nas ruas de São Paulo

Ricardo Gravina, diretor da operadora de turismo Aoka, explica como será a realização do roteiro "1º Desafio SP: Murais Eduardo Kobra"

Por Mônica Cardoso Atualizado em 16 dez 2016, 00h47 - Publicado em 9 jan 2012, 20h03

Convidar os 11 milhões de habitantes de São Paulo a olhar para sua cidade e encontrar arte nas ruas. Com esta proposta, a operadora de turismo Aoka lançou a ideia no final de 2011 e, com a participação dos internautas, selecionou o  roteiro dos murais de Eduardo Kobra, que ocorrerá no dia 25 de janeiro. Saiba mais sobre a iniciativa com Ricardo Gravina, diretor da Aoka, nesta entrevista ao viajeaqui.Como surgiu o roteiro?Lançamos um concurso em setembro sobre roteiros que mostrassem São Paulo com outros olhos. Selecionamos três rotas, colocamos no site para votação, e o roteiro sobre os murais do Eduardo Kobra, indicado pela advogada Manuela Colombo, foi o vencedor. Esse passeio foi pensado para acontecer só no dia 25 de janeiro. É um presente para a cidade e seus moradores.Por que um passeio turístico pela cidade?A ideia é tirar as pessoas da bolha em que vivem e fazê-las olhar para a cidade. São Paulo é muito grande, complexa e queremos que as pessoas se apoderem do lugar onde vivem. As pessoas não circulam pela cidade. Elas entram no carro e já descem no escritório.Quais lugares serão visitados?O roteiro vai percorrer sete murais da série Muros da Memória, que retratam a cidade nos anos 20 e 30 do século passado, com seus bondinhos e lampiões a gás. Um exemplo é o mural na Avenida 23 de Maio, sob o Viaduto Tutoia. No encerramento, os participantes vão pintar um mural com o próprio Eduardo Kobra.O que o participante poderá aprender no passeio?Nosso objetivo é que ele perceba os diferentes tipos de arte que estão nas ruas. Um especialista em arte urbana vai propor questionamentos sobre o grafite, a pichação, como essas manifestações artísticas são vistas. Para que as pessoas olhem para uma parede grafitada e percebam que pode ser uma obra de arte. O grupo também será acompanhado por três educadores do projeto social Imargem, que atua com arte, meio ambiente e convivência nas comunidades que vivem às margens da Represa Billings, na região do Grajaú.LEIA MAIS:No 458º aniversário de São Paulo, um passeio pela arte da cidadeDestino – São PauloPlaneta no Parque 2012 terá show do Paralamas do Sucesso  

Publicidade