5 dúvidas sobre Machu Picchu

Por Fernando Souza (edição) Atualizado em 16 dez 2016, 08h45 - Publicado em 9 mar 2012, 20h46

1 Que documentos eu devo portar?

Para ingressar no Peru, basta o passaporte. O certificado de vacina contra febre amarela não é mais obrigatório, mas é recomendável que o viajante a tome.

2 Dá para dormir lá?

O hotel de luxo Sanctuary Lodge é o único na área das ruínas. A cidade de Águas Calientes está a 6 quilômetros. Chega-se às ruínas a pé (uma hora) ou de ônibus (25 minutos).

3 É preciso ser atleta para fazer a Trilha Inca?

A clássica, em que se percorrem de 10 a 12 quilômetros diários durante quatro dias, exige bom condicionamento para encarar as muitas escadarias. Mas, como quem carrega a bagagem são os peruanos, não é nada do outro mundo. Há uma opção curta, de dois dias, igualmente bela.

4 Preciso acampar para fazer as trilhas longas?

Os pernoites da trilha inca são em acampamentos ou abrigos. Já na Inca de Salcanty, o viajante fica em lodges.

Continua após a publicidade

5 É verdade que há limite de turistas em Machu Picchu?

Sim. são permitidas 2 500 pessoas por dia. Se o ingresso não estiver no pacote, garanta-o pelo www.machupicchu.gob.pe. Evite ir na época das chuvas, de janeiro a março. Em junho, com a Festa do Sol de Cusco, Machu Picchu volta a encher.

Leia mais:

Março de 2012 – Edição 197

Coração de Pedra

Cidade perdida

Continua após a publicidade

Publicidade