Turismo na Black Friday: dicas para não cair em roubada

Para não ser enganado por falsos descontos, faça uso de ferramentas de comparação de preços e dê preferência às lojas parceiras de programas de milhagens

Por Da Redação Atualizado em 25 nov 2021, 15h42 - Publicado em 23 nov 2020, 12h50

Já está preparado para aproveitar os descontos da Black Friday? Com a pandemia ainda em curso, a indústria do turismo está utilizando a data como estratégia para impulsionar a retomada, mas é preciso ter cautela na hora de comprar uma viagem. Atente sempre para os detalhes da oferta, os períodos de embargo e principalmente, as regras de remarcação para outras datas e até mesmo a possibilidade de casar diária de hotel com voo (nem sempre isso acontece). A seguir, alguns cuidados antes de sair gastando:

Compare os preços

Essa é uma dica básica, fundamental para aproveitar qualquer oferta em qualquer época do ano. O medo de qualquer pessoa nessa ocasião é ser enganado pelo famoso “metade do dobro” – em as empresas aumentam os preços semanas antes da Black Friday para “diminuí-los” na data, quando na verdade eles continuam os mesmos de sempre. 

Para saber se o desconto é real, as ferramentas de comparação de preços são as suas melhores aliadas. Sites como Buscapé e Zoom cumprem muito bem essa função, mostrando o histórico de preço do produto nos últimos meses. Assim você consegue ver se aquele realmente é um momento vantajoso para a compra. 

O site Black Friday de Verdade, além de reunir ofertas para ajudar o consumidor a evitar a “Black Fraude”, tem uma extensão para Google Chrome que monitora mais de 20 sites de compras. A ferramenta mostra o histórico do valor do produto, compara com outras lojas digitais e permite criar alerta de preços. 

Para evitar falsos descontos, também vale a pena conferir essa lista de lojas a serem evitadas feita pelo Procon de São Paulo e conferir também a reputação da empresa no Reclame Aqui.

Monitore as passagens aéreas

Para ter certeza de que a oferta é boa, é preciso monitorar os preços com antecedência! Buscadores de passagens aéreas como o Skyscanner, Google Flights, Voopter e Kayak permitem que você crie alertas de preços no seu email para verificar se os valores estão aumentando ou diminuindo.

Certa flexibilidade também é muito bem-vinda na hora de conseguir bons descontos. Quanto mais fechado for sua opção de destino e as datas, mais difícil será achar promoções. Por isso, sempre compare datas próximas (dias ou semanas antes e depois), tente pensar em mais de um destino e, dependendo do caso, se for algo muito barato mesmo, abra mão do voo direto. 

Continua após a publicidade

Não existe uma fórmula mágica para conseguir passagens mais baratas, mas há mais chances de conseguir ofertas vantajosas quando você procura voos com antecedência mínima de um mês para destinos nacionais e seis meses para internacionais. 

Faça compras nas lojas parceiras dos programas de milhagens

Esse é um simples caso de unir o útil ao agradável. Se você já sabe que vai gastar dinheiro nessa Black Friday, dê preferência para empresas parceiras de programas de pontos – assim você consegue aproveitar os descontos enquanto acumula pontuação para futuras milhas. O dobro do lucro. 

Programas como o Latam Pass, união da Multiplus com a Latam, e o Smiles, da Gol, tem parcerias com grandes lojas e a troca de pontos pode ser vantajosa: cada R$ 1 gasto no Ponto Frio, por exemplo, rende cinco pontos no programa Latam Pass. 

Atenção às taxas ao comprar moeda estrangeira

Várias empresas de cotação oferecem descontos e condições especiais durante a Black Friday para comprar moeda estrangeira. Mas é preciso ficar esperto. Assim como lojas aumentam os preços para depois diminuí-los, empresas de câmbio podem aumentar disfarçadamente suas taxas. Resultado: fica-se com a metade do dobro. 

O mais indicado, nessa situação, é comparar o Valor Efetivo Total (VET) de diferentes empresas. O VET engloba a taxa de câmbio e todas as tarifas e tributos da operação, mostrando o custo final da compra. Você pode conferir os valores no ranking VET do Banco Central e avaliar em qual empresa ele é mais vantajoso. 

Regra fundamental quando o assunto é câmbio: evite comprar tudo de uma vez – nem na Black Friday. Deixe para fazer o câmbio aos poucos, em momentos de queda da moeda, o que está bem difícil de acontecer na atual conjuntura.

Continua após a publicidade

Publicidade