Nova almofada de pescoço promete noites bem dormidas no avião

Lançado na Austrália, o FaceCradle promete ser a evolução da almofada de pescoço

Por Fernando Souza Atualizado em 13 jul 2021, 12h49 - Publicado em 25 ago 2016, 22h46

Se ainda está longe – ou talvez nunca chegue – o dia em que viajaremos com conforto na classe econômica, serve de alento saber que há pessoas pensando em soluções para tornar um voo de 12 horas uma experiência menos maçante.

Recém-lançado na Austrália, o FaceCradle (“berço de rosto” em inglês) promete ser a evolução da almofada de pescoço, à qual adiciona quatro posições.

O acessório também permite que você encoste a cabeça lateralmente, como a almofada de pescoço tradicional faz.

Mas, com o uso de uma cinta incluída na invenção e a possibilidade de “abrir” a peça na transversal, recurso que transforma a almofada em duas, são criados diferentes ângulos de sustentação e pelo menos quatro novas posições de descanso, uma delas semelhante à do rosto “enterrado” numa maca de massagem.

Assista ao vídeo:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=xTmRRJbl6Js?feature=oembed%5D

Para viabilizar a produção do acessório, o FaceCradle foi lançado no site de financiamento coletivo Kickstarter, que funciona assim: os donos da ideia publicam o produto, já estipulando valores de doação e o que cada colaborador receberá em troca.

O anúncio tem um tempo-limite para conseguir a arrecadação mínima, durante o qual o proponente usa redes sociais e mailings para divulgar sua campanha.

Ao final do prazo, se o FaceCradle captar 100% ou mais dos recursos, recebe a verba das doações feitas no site Kickstarter, descontada apenas da comissão do serviço (em média, 5%), e faz a entrega da recompensa aos compradores – no caso, a própria almofada FaceCradle.

Continua após a publicidade

Se o total não for atingido, o FaceCradle fica sem nada e os investidores são ressarcidos.

+ Blog Achados: Acessório de Viagem

+ Blog Concierge: Como conseguir um upgrade para a primeira classe

+ Viajar com crianças: Dicas de planejamento e destinos

+ Blog Achados: Viagem longa, você merece fazer uma

O sucesso da ideia – que só confirma o quanto os passageiros sofrem para dormir em aviões – pode ser medido pela arrecadação: lançado para ser viabilizado por a partir AUD 20 mil (R$ 49 mil), o FaceCradle já acumulava mais de AUD 553 mil (R$ 1,3 milhão) em colaborações de 7700 pessoas no dia 25 de agosto, faltando ainda 35 dias para acabar o prazo de angariação.

Outro importante chamariz é o preço, que não chega a assustar: a partir de AUD 39 mais AUD 9 de envio para o Brasil por almofada, o que dá cerca de R$ 120. A entrega é estimada somente para outubro, mas quem optar por pagar mais AUD 26 (R$ 64) será “colocado na frente da fila”.

Esse não é o único suporte de cabeça bem-sucedido no Kickstarter: como postamos recentemente aqui no Blog Pelo Mundo, o americano Nodpod, com funções um pouco diferentes das do FaceCradle, já atingiu US$ 240 mil de contribuições, doze vezes os US$ 20 mil de sua arrecadação mínima.

Será o FaceCradle mais um daqueles badulaques “polishop” que parecem melhores na teoria do que na prática, ou um novo jeito de viajar sem tanto desconforto na classe econômica?

Continua após a publicidade

Publicidade