Estados Unidos não exige mais teste de covid para entrar no país

O comprovante de vacinação com duas doses segue sendo um requisito de entrada

Por Caroline Dalla Vecchia Atualizado em 10 jun 2022, 20h11 - Publicado em 10 jun 2022, 16h54

A partir de domingo (12), os viajantes internacionais que chegarem aos Estados Unidos de avião não serão mais obrigados a apresentar resultado negativo para um teste de Covid-19 feito no dia anterior ao embarque. O anúncio da mudança foi feito nesta sexta-feira (10) e confirmado pelo secretário-assistente de imprensa da Casa Branca, Kevin Munoz, via Twitter.

Ainda será necessário apresentar comprovante de vacinação completa com Pfizer, Astrazeneca, Moderna, Janssen, Sinopharm ou Coronavac, sendo que combinações de vacinas diferentes também são aceitas.

O fim da exigência é pautado pelas avaliações do CDC (sigla americana para o Centro de Controle de Prevenção de Doenças), que apontam uma mudança positiva na pandemia devido à ampla adesão de vacinas e à disponibilidade de novos tratamentos. No entanto, essa decisão será reavaliada a cada três meses e o CDC poderá restabelecer a exigência de testes caso observe mudanças preocupantes nas contaminações – como o surgimento de uma nova variante do vírus, por exemplo.

O governo dos Estados Unidos divulgou que planeja trabalhar em conjunto com as companhias aéreas para que haja uma transição gradual dessa mudança. Em geral, as empresas do setor se mostraram favoráveis ao “fim da burocracia” e devem pôr fim aos testes assim que a CDC oficializar sua decisão.

Leia tudo sobre Estados Unidos

Busque hospedagens nos Estados Unidos

Continua após a publicidade

Publicidade