Reclamações de raios lasers apontados para aviões duplicou em 2012

O aeroporto de Londrina, no Paraná, lidera a lista de reclamações

O número de reclamações de incidência de raio laser apontado para aeronaves nos aeroportos do Brasil dobrou em 2012, em relação a 2011, afirma um relatório recém-divulgado pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). De acordo a organização, até o dia 4 de junho, 670 casos já foram registrados, contra 250 do ano anterior.

Os locais com o maior número de ocorrências são Londrina (55 casos), Vitória (44), Brasília (42) e Campinas (41). O único estado que não registrou nenhuma ocorrência foi Sergipe.

Além de provocar acidentes, apontar feixes de luz para aviões e helicópteros é crime, alerta a Cenipa. O artigo 261 do Código Penal Brasileiro prevê sanções para quem expor a perigo ou praticar qualquer ato que possa impedir ou dificultar a navegação aérea.

Leia mais:

Brasil e Espanha detalham requisitos mútuos para entrada nos dois países

GOL vende passagens a partir de R$46,90 até sexta (8)

Azul terá mais voos entre Campinas e Cuiabá a partir de junho

Smiles troca passagens a partir de 3 mil milhas até agosto

Azul inicia em junho a segunda frequência Cuiabá – Campo Grande

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s