Paralisação nos aeroportos de Cumbica, Viracopos e Brasília

Os funcionários da Infraero dos aeroportos de Cumbica, em Guarulhos, Viracopos, em Campinas, e Juscelino Kubitschek, em Brasília, decidiram pela paralisação de 48 horas a partir da meia-noite de quinta-feira, 20 de outubro.

De acordo com o Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina), a manifestação é contra o modelo de privatização proposto pelo governo federal. Nesse caso, a Infraero deixará de ser responsável pela operação, segurança, carga e navegação aéreas, controle de tarifas e manutenção de engenharia especializada, o que poderia comprometer a segurança dos voos, segundo o sindicato.

“A ideia é parar completamente porque a privatização vai precarizar a segurança dos voos, como ocorreu na Argentina. Não reivindicamos aumento de salário nem somos contra a privatização. Nós não concordamos como o modo como essa privatização será feita”, argumenta Francisco Lemos, presidente do Sina.

Já a Infraero pretende remanejar os funcionários para realizar funções essenciais, de forma a não impactar o passageiro. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) orienta os passageiros a entrar em contato com as companhias aéreas para confirmar os horários dos voos. As empresas devem divulgar atrasos e cancelamentos em meios de comunicação como, por exemplo, sites e telefones. Elas também são responsáveis pela assistência aos passageiros como alimentação, acomodação e transporte, segundo a Resolução 141 da Anac.

Para registrar reclamações, a agência reguladora disponibiliza um número de telefone gratuito (0800 725 4445, com atendimento tamém em inglês e espanhol) além do site www.anac.gov.br/faleanac.

Veja os telefones das companhias aéreas para confirmar a situação do seu voo:

GOL: 0800-704-0465

TAM: 0800-123-200

Azul: (11) 4003-1118

Avianca: 0800-286-6543

Se você foi prejudicado com atrasos ou cancelamentos dos voos, veja quais são seus direitos no Manual do Viajante.

 

Leia mais:

Voo atrasado ou cancelado no Brasil

Greve nos aeroportos não afeta passageiros, mas prejudica terminal de cargas          

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s