As praças de Burle Marx: legado do paisagista encanta Recife

Recifenses redescobrem a história da cidade por meio das áreas verdes projetadas pelo artista

Todo recifense já ouviu, pelo menos uma vez na vida, o nome de Roberto Burle Marx. Artista plástico, arquiteto e paisagista, Burle Marx projetou mais de dez praças na capital pernambucana – cidade natal da sua mãe – que fazem parte do cotidiano de quem transita pela cidade. Hoje, seis delas são tombadas pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Mas saber a verdadeira importância do sobrenome Burle Marx e conhecer bem a história dessas obras paisagísticas tão icônicas ainda é para poucos. Aceite o convite de Motorola e prepare-se para estabelecer uma nova relação com as praças de Recife por meio do projeto #hellocidades.

Primeiro, vamos à história. Tudo começou com a Praça de Casa Forte. Em 1934, Burle Marx desenvolveu o primeiro projeto de jardim público, no bairro de mesmo nome da praça, utilizando plantas da Mata Atlântica e da Amazônia. A ideia foi tão bem sucedida que ainda hoje, 83 anos depois, a praça segue funcionando como ponto de encontro e coração do próprio bairro.

Flores enfeitam canteiro da Praça de Casa Forte, primeiro projeto de Burle Marx no Recife

Flores enfeitam canteiro da Praça de Casa Forte, primeiro projeto de Burle Marx no Recife (Natália Dantas/Divulgação)

“A praça é um ponto forte de sociabilidade do bairro de Casa Forte, todo mundo se encontra ali, gente de todo tipo e idade, e em todos os horários. Senhorinhas se exercitando de manhã cedo, jovens se encontrando nos banquinhos à noite, toda hora tem trabalhadores passando, esperando alguém, toda gente passeando com cachorros, e crianças, que gostam dos peixinhos nos espelhos d’água”, avalia a arquiteta e urbanista Marília Cavalcanti Farias, moradora do entorno da praça.

Para a arquiteta, os destaques do projeto estão na variedade de árvores, que dão exuberância à roupagem do local, e nos caminhos retos que direcionam os transeuntes, mas sempre levam a pontos que convidam a uma pausa na correria do dia a dia, como os bancos sombreados e a escada que permite a apreciação do espelho d’água.

A popularidade do lugar hoje em dia reflete o sucesso que a obra teve assim que foi inaugurada, décadas atrás. Com essa estreia em grande estilo no Recife, Burle Marx foi contratado para a diretoria de Parques e Jardins do Departamento de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco, onde ficou durante quatro anos e projetou mais de dez praças, entre elas a Praça da República, no Palácio do Governo, a Praça do Arsenal da Marinha, a Praça do Derby, a Praça do Entroncamento e a Praça Euclides da Cunha, conhecida também como Praça do Internacional.

Praças que cabem na palma da mão

Para fazer com que as pessoas conheçam melhor o trabalho do consagrado paisagista no Recife, o Laboratório da Paisagem da Universidade Federal de Pernambuco elaborou o inventário da obra de Burle Marx na cidade. O resultado foi o aplicativo para celular Patrimônio PE, financiado pelo Funcultura, do Governo do Estado.

Aplicativo permite tour virtual pela Praça Maciel Pinheiro e por outras áreas verdes da cidade

Aplicativo permite tour virtual pela Praça Maciel Pinheiro e por outras áreas verdes da cidade (Luciano Ferreira/Divulgação)

No aplicativo, é possível fazer um tour, pelo celular, por 12 pontos da cidade pelos quais Burle Marx passou com o seu trabalho. Além da Praça de Casa Forte, é possível conhecer melhor as praças da Várzea, Faria Neves (Dois Irmãos), Ministro Salgado Filho (aeroporto), Euclides da Cunha (Madalena), do Derby, da República (incluindo o Jardim do Campo das Princesas), Arthur Oscar (Arsenal), Chora Menino (Paissandu), Dezessete (Rua do Imperador), Maciel Pinheiro (Boa Vista), e o jardim da capela do Parque da Jaqueira.

Apreciador do trabalho do paisagista, o servidor público Márcio Cabral de Moura, de 44 anos, aprovou a iniciativa. “Acho a proposta muito legal e importante. Sabendo a importância histórica de uma praça, parque ou mesmo casa, aumenta a chance de que ela seja preservada, o que é muito bom para nossa cidade. Sem a memória, não valorizamos e terminamos destruindo esse nosso patrimônio”, avalia. “Burle Marx pensou ou participou da criação e consolidação das principais áreas verdes não naturais do Recife, o que por si só já é muito importante. Além disso, por conta da importância em si do paisagista, essas áreas são preservadas até hoje, mais ou menos como foram planejadas, o que nos garante a preservação de alguma natureza e, arriscaria até dizer, beleza, em nossa cidade”, diz.

O aplicativo, que está disponível de forma gratuita pelo Google Play, pode ser acessado em quatro línguas – português, inglês, espanhol e francês –, além do áudio. Através do tour mobile, é possível ter uma vista das praças e conhecer mais da história do local e dos detalhes pensados pelos projetos de Burle Marx.

“Como cidadã, a praça [de Casa Forte] é um lugar especial pra mim porque eu passeava muito por lá quando criança. E hoje, a praça é muitas vezes ponto de encontro pra conversas com amigos. É sempre o caminho escolhido quando vou a pé a algum lugar, porque passar pela praça é muito mais gostoso”, completa a arquiteta Marília Farias.

Que tal usar o seu celular para conhecer mais o trabalho do famoso arquiteto e paisagista Burle Marx e, de quebra, saber mais sobre a história do próprio Recife? Reconecte-se com a sua cidade acessando o hub hellomoto.com.br.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s