Além-mar Rachel Verano rodou o mundo, mas foi por Portugal que essa mineira caiu de amores e lá se vão, entre idas e vindas, quase dez anos. Do Algarve a Trás-os-Montes, aqui ela esquadrinha as descobertas pelo país que escolheu para chamar de seu

Personagens de Lisboa: Joana Lemos e seus sapatos ultra cool

Ela inventou a Freakloset, uma marca de calçados customizáveis que é pura diversão

Por Rachel Verano Atualizado em 19 mar 2021, 19h58 - Publicado em 31 Maio 2017, 14h59
Joana em sua loja lisboeta: da medicina ao design
Joana em sua loja lisboeta: da medicina ao design Bruno Barata/Reprodução

Na altura de seus 20 anos, a menina Joana não sabia se casava ou se comprava uma bicicleta. Com suas aspirações e aptidões à arquitetura e à medicina, foi parar… no marketing. E do marketing ao design, afinal, adorava bordar os trabalhos da faculdade. Essa é a história de uma portuguesa cheia de ideias na cabeça e pouco o que calçar nos pés. Bem-vindos ao mundo de Joana Lemos.

Joana nunca gostou de fast fashion – “tudo igual, barato, sem qualidade.” Quando queria se vestir de um jeito mais descolado, assaltava o guarda-roupa da mãe em busca de seus sapatos mais tradicionais. No mestrado em design que cursou em Barcelona, teve uma ideia genial: reinventar os calçados clássicos, com um twist moderno. O projeto fez sucesso. Nascia assim a Freakloset.

O showroom da Freakloset em Lisboa: pé no futuro
O showroom da Freakloset em Lisboa: pé no futuro Bruno Barata/Reprodução

Inaugurada oficialmente no ano passado, nos arredores da Avenida da Liberdade, em Lisboa, a marca é um sopro de contemporaneidade no mercado fashion português. Mal abriu as portas e já fez a sua estreia em grande estilo, calçando todos os modelos da Sibling na London Fashion Week.

Continua após a publicidade

Joana e suas criações ao fundo: freak ou chic?
Joana e suas criações ao fundo: freak ou chic? Bruno Barata/Reprodução

Seu maior segredo? A customização. Na Freakloset é o consumidor quem cria seu próprio sapato, combinando diferentes cores do couro à sola, ao cadarço ou ao calcanhar em modelos atemporais como o Oxford ou a Chelsea boot. É possível testar as diferentes combinações através de um aplicativo no site que é pura diversão.

Criadora e criatura: o clássico Oxford fica divertido com a sola rosa
Criadora e criatura: o clássico Oxford fica divertido com a sola rosa Bruno Barata/Reprodução

O resultado pode ficar ultra master moderno ou até caretinha. Depois de escolhidos, os modelos são trabalhados artesanalmente e demoram de uma a 3 semanas para serem finalizados. Custam desde € 240. As encomendas podem ser feitas online, mas quem não puder esperar pode fazer a festa no showroom da marca.

Em tempo: Joana tem agora 26 anos, três lojas (além da de Lisboa, uma no Porto e outra em Amsterdã) e os pés felizes e coloridos.

Continua após a publicidade

Publicidade