Imagem Blog Achados Adriana Setti escolheu uma ilha no Mediterrâneo como porto seguro, simplificou sua vida para ficar mais “portátil” e está sempre pronta para passar vários meses viajando. Aqui, ela relata suas descobertas e roubadas
Continua após publicidade

Londres alternativa: um tour pelos arredores do parque olímpico

Prepare-se para conhecer um dos pubs mais descolados de Londres

Por Adriana Setti
Atualizado em 26 jul 2023, 18h38 - Publicado em 8 set 2014, 17h21

A história se repete. Numa área antes degradada da cidade, os galpões industriais vão sendo abandonados e substituídos por estúdios de artistas, galerias, bares e centros culturais alternativos. O bairro começa a ser frequentado por um povo moderno e decreta-se um “novo SoHo” (ou, no caso de Londres, um novo “Shoreditch”). Os arredores do Queen Elizabeth Olympic Park, no extremo leste da metrópole, estão em plena transição. Dos muitos galpões industriais da região, alguns já vestiram a fantasia. E a julgar pelo ritmo acelerado com que as coisas acontecem por lá, o lugar deve bombar cada vez mais, seguindo o fluxo do cool que há muitos anos habita o leste da capital inglesa.

Só que a região tem uma carta na manga que a torna ainda mais especial: é cortada por canais, que foram ajeitados para as Olimpíadas e se tornaram um lugar gostosíssimo para passear. Essa Londres com jeito de Amsterdã é habitada por várias casas-barco. Então você está no meio daquela coisa industrial de East London, mas ao lado de um canal que tem algo de bucólico. Sabe assim?

O mapa abaixo mostra a caminhada que fiz. Teria andado mais se não tivesse encontrado a incrível cervejaria Crate pelo caminho, um dos bares mais absurdamente cool da cidade. Sentei, pedi uma lager artesanal, uma pizza (excelente, com massa fininha e crocante) e fiquei lá pra sempre. O bar, como não podia deixar de ser, divide um galpão com escritórios de co-working, um centro cultural e a infra da cervejaria em si. Soooo East London.

A trilha de bolinhas azuis mostra o trajetoA trilha de bolinhas azuis mostra o trajeto pela beira do canal

As imagens explicam melhor a atmosfera do lugar. O ponto de partida é o lindão Victoria Park, que acompanha o Hertford Union Canal. O metrô mais perto do ponto de partida é Mile End (a uns 15 minutos a pé). Do ponto de chegada, são 5 minutos a pé até a estação de trem Hackney Wick. Aluguei um apê nessa região mesmo (porque tinha um casamento num desses galpões industriais), fiz tudo a pé e amei conhecer essa nova Londres.

Continua após a publicidade
O lindão Victoria Park, ponto de partida que também vale um passeio (dá pra pegar um bici pública nas entradas do parque e rodar)O lindão Victoria Park, ponto de partida que também vale um passeio (dá pra pegar um bici pública nas entradas do parque e rodar)
Uma Londres meio AmsterdãUma Londres meio Amsterdã
Grafitti com efeito incrível entre as pontes do canalGrafitti com efeito incrível entre as pontes do canal
Mais street art pelo caminhoMais street art pelo caminho
Surpresinhas na beira do canalSurpresinhas na beira do canal
E mais surpresasE mais surpresas
Típica casa-barco com recadinho para os hippies (hahá!)Típica casa-barco com recadinho para os hippies (hahá!)
Outra casa-barco fofa (muitas têm jardim e horta no teto)Outra casa-barco fofa (muitas têm jardim e horta no teto)
Um pouco mais de arte pela beira do canalUm pouco mais de arte pela beira do canal
Vejam o estádio olímpico e a torre The ArcelorMittal Orbit, piração arquitetônica pura do indiano Anish Kapoor (dá pra subir até lá). O lado do parque olímpico que dá para o canal ainda está bem cru, em obras. Imagino que isso será coberto de jardins em breve, mas ainda é bastante árido e feio. Definitivamente não é a parte mais gostosa do passeio.Vejam o estádio olímpico e a torre The ArcelorMittal Orbit, piração arquitetônica pura do indiano Anish Kapoor (dá pra subir até lá). O lado do parque olímpico que dá para o canal ainda está bem cru, em obras. Imagino que isso será coberto de jardins em breve, mas ainda é bastante árido e feio. Definitivamente não é a parte mais gostosa do passeio.
Embaixo da ponte havia um bar incrííívelEmbaixo da ponte havia um bar incrííível
Da rua, esse é o jeitão do The White Building, que esconde a cervejaria CrateDa rua, esse é o jeitão do The White Building, que esconde a cervejaria Crate
E aqui o lugar por dentro, doendo de tão coolE aqui o lugar por dentro, doendo de tão cool
Outro ângulo do barOutro ângulo do bar
Então um sul-africano estaciona a casa-barco (isso grande e grafitado), saca um xilofone e faz um show incrível. Delírio.Então um sul-africano estaciona a casa-barco (isso grande e grafitado), saca um xilofone e faz um show incrível. Delírio.
Um pouco mais da parte externa do barUm pouco mais da parte externa do bar
E mais arte do outro lado do canalE mais arte do outro lado do canal
Compartilhe essa matéria via:
Publicidade