Villarrica

Site: http://www.visitvillarrica.cl/

População: 45.000 hab

Fuso horário: -1h (horário de Brasília)

Distância de outras cidades: Temuco 81 km, Pucón 25 km, Santiago 758 km, Puerto Montt 300 km

Uma pequena e idílica cidadezinha. Um lago de águas cristalinas cheia de turistas em veleiros e barquinhos. Um majestoso vulcão com um cume nevado permanentemente soltando uma fumacinha. Todos com o mesmo nome: Villarrica. Esta agradável cidade na região de Araucanía, no distrito dos lagos chilenos, antes isolado e distante, hoje é popular destino turístico. E os turistas chegam durante o ano todo: entre setembro e junho, eles vêm curtir a natureza da região, repleta de opções para a prática de caminhadas, mountain bike, rafting, calvagas, vela, canoagem, esqui aquático e pesca. No inverno, são as águas termais nos spas e as neves da estação de esqui de Pucón que atraem os visitantes.

Dentro da cidade não há muito o que conhecer, além de alguns restaurantes interessantes que fazem um cruzamento entre as gastronomias alemã e espanhola. Uma visita interessante, porém, é a Ruca Mapuche, uma reprodução de uma residência mapuche, a etnia nativa que dominava toda a região à época da chegada dos colonizadores. Nesta “oca” circular é possível provar sua cozinha e adquirir artesanatos.

COMO CHEGAR

De avião, com LAN, o serviço mais conveniente é o que vai até Temuco. De lá, siga de ônibus até Villarrica.

Outra opção é alugar um carro e explorar a região, aproveitando também para conhecer a região mais ao sul, no entorno de Puerto Montt e Puerto Varas.

COMO CIRCULAR

Boa parte das atrações de Villarrica estão próximas ao seu centro, onde também estão vários restaurantes, agências de viagem, bancos e saídas de passeios. Se precisar ir a lugares mais distantes ou estiver hospedado fora desta área, há uma boa rede de microônibus, táxis coletivos e táxis comuns.

Informações ao viajante

Línguas: Espanhol

Saúde: Não há demandas específicas


Melhor época para visitar: Villarrica possui boas atrações em todas as épocas do ano. No verão, as atividades nos bosques e no lago, como canoagem, cavalgadas e ciclismo predominam. No inverno, vale esquiar nas encostas do vulcão Villarrica e aproveitar as termas.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.