Rennes

Site: http://metropole.rennes.fr/ População: 200.000 hab Fuso horário: +4h (horário de Brasília) DDD: 2 Distância de outras cidades: Paris 350 km, Le Mans 160 km, Saint Malo 70 km

Rennes, a capital da Bretanha, é também é a mais populosa da região – mais de 200 mil pessoas – e um pólo universitário bastante ativo. Mesmo assim, conserva em sua parte antiga amostras arquitetônicas e monumentais de toda a sua longa história, iniciada no período de dominação romana. A viagem no tempo tem como parada inicial os portões de Mordelles, de 1440, o acesso de entrada ao casco antigo, repleto de lindas construções medievais e renascentistas. Nos arredores de Place des Lices estão tanto a catedral — construída e restaurada diversas vezes entre os séculos 13 e 19 em estilos como gótico e neoclássico –, quanto os restos da muralha galo-romana do século 3. No distrito de Hôtel de Ville fica a fabulosa Ópera de Rennes (www.opera-rennes.fr), um dos prédios mais belos da cidade, criado em 1836 e que até hoje é palco para concorridos espetáculos de música erudita.

A cidade possui uma série de boas atrações culturais. O La Criée é o principal endereço da arte contemporânea em Rennes. O museu ocupa parte dos galpões do Marché des Halles Centrales, um importante mercado coberto. Outros pontos de especial interesse artístico são o Les Champs Libres, um amplo centro cultural de 35 mil metros quadrados que conta com biblioteca e dois museus (o Musée de Bretagne e o Espace de Sciences), e o Museu de Belas Artes, dedicado à arqueologia, além obras de arte importantes, como Caça ao Tigre, de Rubens.

Rennes é a base de partida ideal para explorar a região, indo até Dinan, Saint-Malo e o Monte Saint Michel.

COMO CHEGAR

De carro, são 350 quilômetros a partir de Paris (conte 28,10 euros de pedágio). Pegue a A10 em direção a Orléans, Nantes e Bordeaux. Na altura de Chartres, rume pela A11, A81 e N157, seguindo para Rennes-Centre. De Gare Saint-Lazare, em Paris, são duas horas de trem com a SNCF (www.sncf.fr).

COMO CIRCULAR

Dentro da cidade, não há razão para usar o carro. Com pouco mais de 200 mil habitantes, Rennes é a menor cidade francesa — e do mundo — dotada de metrô, integrado à rede de ônibus. O tíquete unitário custa € 1,30, tem validade de uma hora e pode ser comprada em máquinas nos terminais de ônibus e nas estações de metrô (www.star.fr).

Informações ao viajante

Línguas: Francês e bretão

Melhor época para visitar: Rennes é agradável durante todo o ano e é especialmente disputada durante o verão, quando há muitas mostras temporárias e eventos culturais tanto no La Criée e nos Champs Libres.

Publicidade