Las Leñas

Site: http://www.laslenas.com Fuso horário: 0h (horário de Brasília) DDD: 2627 Distância de outras cidades: Buenos Aires 1.200 km, Rosário 1.000 km, Córdoba 800.km, Mendoza 500 km, Valle Nevado 367 km

Las Leñas já tem seu nome consagrado entre os praticantes de esportes de inverno. Considerado um dos melhores centros de esqui e snowboard do Hemisfério Sul, conta com 29 pistas que totalizam 65 quilômetros esquiáveis, algumas com iluminação artificial para a prática noturna. Não faltam opções de hospedagem, das luxuosas às mais simples, sem contar a opção de se instalar em apart-hoteis, ideais para famílias – e tudo convenientemente em volta da estação de esqui. Todos os serviços tradicionais de resorts de montanha estão à mão: aluguel de equipamento, restaurante, escolinhas e um divertido snow park, com obstáculos diversos. Para aqueles que querem um pouco mais do que o cenário de neve, há um pequeno pequeno cassino, o centro de compras e as baladas noturnas.

COMO CHEGAR

Sem voos diretos do Brasil, é preciso fazer conexões em Buenos Aires ou Santiago para chegar a Mendoza, capital da província da qual Las Leñas faz parte. Uma das alternativas é o desembarque  no Aeroporto Internacional Francisco Gabrielli (MZA) – El Plumerillo (www.aa2000.com.ar), de onde agências têm transfers de 4 horas e meia para a estação de esqui. Durante a temporada de esqui, a melhor alternativa é o Aeroporto de Malargüe (LGS), que recebe voos fretados de São Paulo e do Aeroparque de Buenos Aires todos os sábados. Daqui o traslado é de apenas uma hora. Alternativamente, outro destino é o aeroporto de San Rafael (AFA), que recebe tres voos semanais da Aerolineas Argentinas, e cujos transfers levam a partir de 2 horas e meia.

De ônibus, há partidas desde Buenos Aires às sextas e domingos. Os veículos partem à tarde, com jantar a bordo e chegada na manhã seguinte. Mais informações através de +54(11)4819-6060 ou reservas@laslenas.com.

De carro, são 1200 km  desde Buenos Aires, uma jornada de aproximadamente 11 horas. O trajeto mais comum segue pela Ruta 7 até Junin, a Ruta 188 até Gal. Alvear, a estrada 143 até San Rafae, a  Ruta 144 até El Sosneado e, finalmente a 222 até o vale de Las Leñas. Certifique-se com antecedência sobre a situação das estradas. Os estacionamentos funcionam 24 horas.

ONDE FICAR

São distintas opções de hospedagem no vale de Las Leñas, cada qual para bolsos e perfis de turista diferentes.

Dentre as muitas alternativas estão o Piscis, um hotel e spa 5 estrelas, que conta com cassino, health club e bons restaurantes. Já o Aries recebe muito bem as famílias, com serviço completo de spa, hotelaria, piscina climatizada e kids’ club. O Villa Capricornio possui um conceito diferenciado, com confortáveis apartamentos com estrutura completa para grupos e famílias.

ONDE COMER

Tanto na base do vale, dentro dos hotéis ou próximo às pistas, opções de refeições rápidas, comidinhas e jantares mais elaborados é o que não faltam. Há de tudo: serviço de bufê, cafés, cozinha internacional, carnes, vinhos, comida alemã, tex-mex, italiana, hambúrgueres e sanduíches. Quase tudo com vistas muito agradáveis e muitas com um ambiente bem charmoso e aconchegante.

Informações ao viajante

Línguas: Espanhol

Saúde: Para entrar na Argentina, nenhuma vacina é obrigatória.

Melhor época para visitar: A temporada de esqui em Las Leñas em geral acontece do final de junho a meados de setembro

Publicidade