Fernando de Noronha: hotel, passeios, taxa, teste de covid e mais

Site: http://www.noronha.pe.gov.br/ População: 2.930 hab DDD: 81 Distância de outras cidades: Natal 1h10 de voo, Recife 1h20 de voo

 

Teste de covid para entrar em Fernando de Noronha

O mais recente protocolo sanitário para embarque e desembarque no arquipélago entrou em vigor no dia 21 de dezembro de 2020. Veja quais são: 

No embarque no aeroporto de origem:

  • O viajante que não teve a Covid-19 deve apresentar no balcão da companhia aérea um laudo laboratorial impresso de teste RT-PCR realizado no máximo 48h (dois dias) antes do embarque. 
  • Para quem já contraiu a doença e foi curado, será aceito um teste RT-PCR realizado há no mínimo 20 dias e, no máximo, 90 dias antes do embarque; ou exame sorológico quantitativo de IgG realizado a no máximo 90 dias antes do embarque. Testes rápidos de farmácia não são aceitos.
  • Assinar o Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta, disponível em www.sounoronha.com, até o dia da data da viagem e antes do embarque no aeroporto ou porto de origem.
  • O laudo impresso deve ser entregue no desembarque na ilha para a autoridade sanitária.

OBS:  O viajante precisa ter em mãos um exame ou não será autorizado a embarcar para a ilha.

No desembarque: 

  • Ocorrerá a medição de temperatura no aeroporto Carlos Wilson ou no Porto de Santo Antônio.
  • Sem a apresentação do exame exigido, o visitante não será autorizado a entrar na ilha e deverá providenciar a sua saída do arquipélago no voo mais próximo.

Durante a estadia em Fernando de Noronha: 

  • Uso obrigatório de máscara em ambiente público, sob pena de multa de R$ 500.
  • Respeitar o distanciamento social de 1,5 metros.
  • Uso de álcool gel 70%.
  • Obrigatório baixar o aplicativo Dycovid. A ferramenta serve para que os usuários sinalizem quando estiverem contaminados com a Covid-19. Dessa forma, outros usuários do aplicativo que estiveram próximos serão notificados que, em algum momento, podem ter sido expostos ao vírus.
  • De cada voo ou embarcação, serão sorteados 30% (trinta por cento) dos passageiros que deverão realizar um novo teste RT-PCR para Covid-19, de acordo com o período de permanência na ilha. O visitante sorteado que permaneceu por até quatro dias na ilha realizará o novo teste PCR no último dia, quando deixar a ilha. Já aqueles sorteados e que forem permanecer por mais de quatro dias deverão realizar o novo teste no 5º dia de permanência.
  • O exame para a entrada em Noronha no embarque é por conta de cada visitante. O exame de saída será feito no aeroporto pela Vigilância em Saúde de Noronha e custeado pelo Governo de Pernambuco. O descumprimento do protocolo importará em multa de dois salários-mínimos. Saiba mais no Instagram oficial de Noronha

Prepare-se para uma viagem de sonho: Fernando de Noronha tem o mais belo conjunto de praias do Brasil. Não é pouco, principalmente quando se trata de um país com mais de 7 000 km de litoral. Aqui, tudo é superlativo. Como a beleza inesquecível da Baía do Sancho, da Baía dos Porcos e da Praia do Leão.

Inesquecível, também, é mergulhar com tartarugas marinhas, navegar lado a lado com golfinhos, observar o pôr do sol a partir das praias do Cachorro, do Meio ou do mirante do Boldró. Prepare-se, também, para uma viagem nada econômica. A maioria das pousadas da ilha tem pouco conforto e preços altos, assim como os pratos mais básicos dos restaurantes, e as taxas ambiental e do Parque Nacional Marinho também aumentam essa conta.

Mas não é disso que você vai se lembrar ao entrar no avião, quando voltar para casa, espera-se. As praias, os golfinhos e as tartarugas e o pôr do sol darão conta de garantir um retorno com gostinho de quero mais.

COMO CHEGAR

Há voos para Fernando de Noronha partindo de Natal e Recife – a viagem leva aproximadamente 1h20. A Azul e a Gol voam para a ilha saindo de São Paulo com conexão em Recife. Hotéis e pousadas geralmente oferecem traslado grátis a partir do aeroporto. Saiba qual mês do ano tem voos mais baratos para Noronha saindo de várias cidades.

TAXA AMBIENTAL

Paga-se uma vez no ICMBio um ingresso de R$106 pelo acesso, durante 10 dias, às praias do Parque Nacional Marinho ( Sancho, Baía dos Porcos, Sueste, Leão, Atalaia e trilhas agendadas), mais uma taxa de preservação ambiental por dia de permanência: 1 dia custa R$ 73,52; 7 dias saem por R$467,59 (saiba no site oficial). Crianças menores de 12 anos e brasileiros com mais de 60 anos são isentos do ingresso.

NÃO AO PLÁSTICO

Desde março de 2019, o uso e comercialização de plásticos descartáveis foi proibido na ilha. A regra vale para qualquer embalagem e recipiente feitos de plástico, com exceção de garrafas de mais de 500 ml, caixas de isopor que podem ser reutilizadas, filme plástico e sacos de lixo. O primeiro descumprimento gera notificação e, a partir da segunda infração, multa que pode variar de meio salário mínimo até 15 salários mínimos. Moradores, visitantes e todos os estabelecimentos e atividades comerciais estão sujeitos à proibição.

COMO CIRCULAR

A ilha não é extensa, mas não dá para circular só a pé. Nesse ponto, leva vantagem quem fica na Vila dos Remédios, em Floresta Nova ou no Sueste, por conseguir chegar caminhando até a praia. Para ter liberdade total, o ideal é alugar um buggy, mas é importante reservar com antecedência pois a demanda é grande e o combustível é racionado.

As empresas Selvagem, Fyber e BRM oferecem os buggys para passeios na ilha. Também há táxis (Nortax) que cobram caro pela corrida. Pelos 7 km da BR-363 circulam microônibus que ligam, a cada 30 minutos, o Porto de Santo Antônio ao Sueste. O velho e bom hábito de pegar carona é comum pela ilha – segurança não é problema.

  • UM DIA PERFEITO

    Começa por volta das oito da manhã, no Porto de Santo Antônio. Dali parte o passeio de barco que costeia o Mar de Dentro de ponta a ponta. No caminho, duas atrações imperdíveis: golfinhos nadando ao lado do barco e mergulho na BaÍa do Sancho. Um almoço no Varanda, na Vila do Trinta, pode ter como sequência um relax nas praias da Conceição, do Meio ou do Cachorro – de qualquer uma você observa o lindo pôr do sol da ilha. Um jantar no o Pico pode fechar bem o dia.

    ONDE FICAR

    A rede hoteleira de Noronha oferece de tudo, de hospedagens confortáveis a pousadas familiares, com serviço mais informal. Em comum, o fato de todas serem hiper-inflacionadas pelo que oferecem. A maioria conta com TVs de LCD, frigobar e ar-condicionado. Leve em conta a localização na hora de fazer a reserva. A mais conhecida delas é a Pousada Zé Maria, que após ter passado por reformas ganhou uma nova cara. A propriedade conta com piscina com vista para a paisagem, hidromassagem na varanda e transfer grátis a partir do aeroporto.

    A 5 minutos da Praia do Sueste, fica a Pousada Maravilha, com decoração luxuosa de madeira, sacada com rede e banheira hidromassagem no estilo japonês. As pousadas Canto do Boldró, Marcílio e Topázio ficam no Boldró, uma das regiões mais tranquilas da ilha, sendo possível ir a pé tanto ao ICMbio, para agendar os passeios, quanto ao Projeto Tamar, onde acontecem as palestras noturnas. A localidade também conta com um mercadinho, mão na roda para quem quer economizar (um pouco). Uma das pousadas mais novas é a Maria Bonita, em Floresta Nova, que ganhou o prêmio de melhor pousada do Brasil no Prêmio o Melhor de Viagem e Turismo 2018/2019.

    Encontre aqui outras hospedagens em Fernando de Noronha

    ONDE COMER

    Peixes, frutos do mar e preços altos estão em quase todos os cardápios de Fernando de Noronha. Grande parte dos produtos vem do continente, o que inflaciona a conta. Na hora de escolher o prato, pergunte pelo peixe mais fresco, pescado nos arredores da ilha. O programa mais famoso é o Festival Gastronômico da Pousada do Zé Maria, ele acontece todas as quartas e sábados a partir das 20h30 e reúne uma grande variedade de pratos com destaque para a paella, camarões, frutos do mar e peixes frescos pescados pelo próprio dono da acomodação. Localizado na Vila do Trinta, o restaurante Varanda possui um cardápio extenso, e abusa de ingredientes locais (frutos do mar, peixes e risotos) em seus pratos.

    LUGARZINHO

    Loja de roupas, café e restaurante, O Pico tem um dos ambientes mais bacanas da ilha. Há uma parede inteira com xilogravuras de J. Borges feitas especialmente para Fernando de Noronha – as figuras estão à venda, assim como algumas peças de artesanato e decoração.

  • DICAS DE ROTEIROS

    Quatro dias – Além da Baía do Sancho, outras duas praias cinco estrelas devem entrar na sua programação: Baía dos Porcos e Praia do Leão. Um tour a pé pela parte histórica da Vila dos Remédios, o centrinho de Noronha, leva ao menos meio dia: pelo caminho estarão a Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, o Memorial Noronhense, as ruínas da Fortaleza e a Arte Noronha, que vende de artesanato a livros de fotos sobre a ilha.

    Coloque na agenda, também, um passeio de Prancha Submarina, uma visita ao Projeto Tamar, um Mergulho Livre na Baía do Sueste, para ver tartarugas marinhas, e um Mergulho com cilindro (atividade que deve ser feita com ao menos 24h de antecedência em relação ao seu voo de volta). Reserve uma das noites para jantar no Palhoça da Colina, que serve peixe assado na folha de bananeira.

    Ao explorar a Vila dos Remédios, não deixe de caminhar até as ruínas da fortaleza. Lá do alto, à esquerda você enquadra o Morro do Pico, as praias do Meio e da Conceição e até o Morro Dois Irmãos. À direita, os barcos atracados no porto e as ilhas secundárias.

    FUJA DO ÓBVIO

    As célebres Baía do Sancho, Baía dos Porcos e Praia do Leão, frequentemente classificadas como as praias mais bonitas do país, honram a fama. Por si só, já valem a visita à ilha. Mas tem mais, muito mais. Lasca da Velha é uma pequena piscina natural a poucos metros do Buraco do Galego, na Praia do Cachorro. Fica entre paredões rochosos – então o ideal é visitá-la a partir do meio-dia, quando a luz incide diretamente sobre a água. A Piscina do Morro de fora tem aceso por uma trilha fácil na maré baixa, com vista para a Praia do Cachorro.

    É um ótimo programa para combinar uma almoço ou um fim de tarde no Bar do Meio. O final do dia também pode ser inesquecível para quem sabe escolher um bom lugar e admirar o por do sol. Mirante do Boldró, Praia do Meio e Praia do Sancho são famosos e atraem visitantes compreensivelmente embasbacados. Mas dê uma chance ao mirante da Trilha Costa Esmeralda, que fica perto da Praia do Bode e tem uma visita incrível do Morro Dois Irmãos, o grande cartão postal de Noronha.

    VIDA NOTURNA

    O forró do Bar do Cachorro, às sextas, é um clássico; e o Espaço Cultural Muzenza, ao lado da igreja, é famoso pelo reggae das quintas – ambos têm programação para a semana toda. O Bar do Meio, localizado entre a Praia do Cachorro e a Praia Conceição, promove sua festa aos domingos, com música eletrônica.

    CONSIDERE TAMBÉM

    Há passeios superconcorridos que precisam de agendamento presencial no ICMBio, que fica no Boldró, ao lado do Tamar (o auto agendamento dos atrativos deve ser feito através de três totens, das 17h às 20h, todos os dias; saiba mais aqui). São poucas vagas e muitas pessoas vão embora de Noronha sem nem conhecer esses lugares lindos e muitos especiais. Um deles é a trilha do Morro São José, que leva até uma ilha secundária que tem uma linda piscina natural de águas transparentes. É um caminho para ser feito na maré baixa, andando entre as pedras. Veja aqui as regras de visitação de algumas praias e passeios da ilha.

    QUANDO IR

    As diárias são menos caras entre março e junho, quando chove mais (o que não costuma atrapalhar os passeios). De agosto a outubro, a visibilidade do mar fica ainda melhor, principalmente nas praias do Mar de Dentro (Cacimba do Padre, Baía dos Porcos e Sancho). E, de dezembro a fevereiro, as ondas favorecem os surfistas.

    Encontre aqui outras opções de hospedagens em Fernando de Noronha

    Saiba qual mês do ano tem voos mais baratos para Fernando de Noronha saindo de várias cidades

    Leia tudo sobre Fernando de Noronha

    Publicidade