Chiclayo

População: 575.000 hab

Fuso horário: -2h (horário de Brasília)

Distância de outras cidades: Lima 765 km, Trujillo 205 km, Cajamarca 245 km, Cusco 1.854 km

Chiclayo é a capital do departamento de Lambayeque, norte do Peru. Fica a 205 quilômetros (meia hora de voo, três horas de carro) de Trujillo e a 765 quilômetros (uma hora de voo, 11 horas carro) de Lima. É conhecida no país como a “Capital da Amizade”. Três aspectos enchem os amistosos chiclayanos de orgulho: o king kong (doce tipo alfajor de manjar branco, amendoim e abacaxi), o Juan Aurich (time de futebol apelidado de “Ciclone do Norte”, campeão peruano em 2011) e seus antepassados (as culturas pré-colombianas que povoaram a região).

A cidade tem aproximadamente 575 mil habitantes e preserva um clima bastante interiorano, parecido ao de centros de tamanho similar no Estado de São Paulo. Oferece a melhor infraestrutura do pedaço, com opções de hotéis e restaurantes, o que faz dela a porta de entrada para explorar a região, espécie de parque de diversões para os fãs de arqueologia. O eixo Chiclayo-Trujillo guarda os principais templos e construções das culturas moche (mochica), chimú e sicán (lambayeque), anteriores ao domínio inca.

O principal destaque é o Museu Tumbas Reales de Sipán, prédio de arquitetura e instalações modernas onde estão guardados os restos e o suntuoso espólio do governante moche batizado de Senhor de Sipán. Sua descoberta, realizada em 1987 por uma equipe liderada pelo arqueólogo peruano Walter Alva, é um marco na arqueologia mundial: até então jamais o enterro de um líder de uma civilização do antigo Peru anterior aos incas havia sido encontrado. O acervo fica no município de Lambayeque, a 15 minutos de Chiclayo. Um pouco mais afastado, o sítio arqueológico onde foi feita a descoberta também está aberto à visitação.

Em Ferreñafe, a cerca de 40 minutos de Chiclayo, fica o Museu Nacional Sicán. Ali uma exposição bastante didática explica os trabalhos desenvolvidos pelo arqueólogo japonês Izumi Shimada, responsável por resgatar riquezas como a máscara funerária do principal governante da cultura sicán (ou lambayeque), que floresce a partir da decadência moche.

Informações ao viajante

Línguas: Espanhol

Saúde: Autoridades peruanas podem exigir de turistas brasileiros a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação ou profilaxia contra a febre amarela. Aconselha-se a vacinação com uma antecedência mínima de dez dias antes da partida.


Melhor época para visitar: Qualquer época do ano é boa para visitar o Peru.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s