Quatro ideias para se surpreender com a natureza em Ilhabela

Com a maior parte do seu território preservado, o lugar é um paraíso para quem quer esquecer as cidades e mergulhar no coração da Mata Atlântica no Brasil

Com uma natureza exuberante, Ilhabela (SP), que fica a pouco mais de 200 quilômetros da cidade de São Paulo, vai muito além do óbvio do que se espera de um destino litorâneo.

Um dos passeios mais conhecidos do arquipélago, por exemplo, está no meio da mata: a trilha que leva até a Praia de Castelhanos.

Com o auxílio de um veículo 4×4, os viajantes seguem por uma estrada de terra que cruza o Parque Estadual de Ilhabela.

O visual paradisíaco de Castelhanos, sem dúvida, compensa a viagem. Porém, essa é a prova de que, muitas vezes, o caminho pode ser tão incrível quanto o destino – são 22 quilômetros totalmente cercados pelo verde.

A estrada até Castelhanos é apenas uma das lindas trilhas da ilha

A estrada até Castelhanos é apenas uma das lindas trilhas da ilha (Efraim Davila/Sectur Ilhabela)

A casa da Mata Atlântica no Brasil

Cobrindo uma área de cerca de 270 quilômetros quadrados, o Parque Estadual de Ilhabela representa 84% do território do arquipélago. É a maior faixa preservada de Mata Atlântica em área insular do planeta.

O cuidado ambiental, presente em toda a ilha, possibilita o desenvolvimento de inúmeros ecossistemas, tornando o local um refúgio para os amantes da natureza. O parque abriga centenas de espécies de plantas e animais, muitas ameaçadas de extinção e outras encontradas apenas por lá.

Pássaro tiê-sangue, uma das espécies que podem ser vistas na região

Pássaro tiê-sangue, uma das espécies que podem ser vistas na região (Aurelio Rufo/Sectur Ilhabela)

Mesmo quem não tem muita familiaridade com o ecoturismo encontra no arquipélago paulista um bom lugar para começar a se aventurar. Entre trilhas, cachoeiras e picos, existem programas para todos os gostos.

Que tal aproveitar a próxima oportunidade de viagem para conhecer um ambiente único no mundo? Para inspirar, separamos quatro ideias de atividades que vão fazer você querer passar muitos dias em Ilhabela.

Aproveite as trilhas demarcadas para conhecer todos os visuais da ilha

O Parque Estadual oferece trilhas para todos os perfis. São diversos caminhos que podem ser feitos com ou sem o auxílio de um guia – dependendo do grau de dificuldade – e levam a cachoeiras, mirantes e praias de tirar o fôlego.

Como Ilhabela possui uma cadeia de montanhas, vale tirar um dia para subir em um dos picos e apreciar a vista das praias de um ponto privilegiado. Um dos trajetos mais conhecidos é o do Pico do Baepi. Do alto dos seus 1 058 metros de altura, dá para ter uma visão panorâmica do canal de São Sebastião e de uma parte da Serra do Mar.

Outra trilha que chama a atenção pela beleza é a que leva para a Praia do Bonete. O caminho, que começa na Ponta da Sepituba, percorre cerca de 12 quilômetros de uma das áreas mais preservadas e ricas em biodiversidade da ilha.

Embora o nível de dificuldade seja mais alto, quem topa a aventura é recompensado pelo encontro com três cachoeiras – Lage, Aerado e Saquinho – e o ponto final no Bonete, considerada uma das praias mais bonitas do Brasil.

Alugue uma bike ou contrate uma canoa para percorrer as rotas no seu tempo

Graças à presença de 12 quilômetros de ciclovias na região central da cidade, bicicletas têm se tornado uma forma de transporte cada vez mais popular em Ilhabela. Com uma bike comum, é possível passear pelas ciclovias à beira-mar e fazer pequenos roteiros para conhecer os pontos turísticos.

Para quem quiser entrar no clima “relaxamento total”, mas ainda assim aproveitar todos os visuais incríveis de Ilhabela, é possível contratar lanchas ou canoas para chegar a alguns pontos da ilha sem precisar percorrer as trilhas internas. É uma opção para chegar à Praia do Bonete, por exemplo.

O que não dá para fazer é deixar de conhecer esse paraíso

O que não dá para fazer é deixar de conhecer esse paraíso (Mariana Sampaio/Sectur Ilhabela)

Tome um banho (ou vários!) de cachoeira

Existem tantas cachoeiras em Ilhabela que há quem diga que é possível visitar uma por dia durante um ano inteiro.

Mesmo com poucos dias de viagem já dá para sentir o gostinho da variedade de quedas. Os poços da Trilha da Água Branca, uma das mais conhecidas, ficam logo no início da estrada-parque de Castelhanos. A Três Tombos é acessível por uma trilha de menos de 1 quilômetro dentro do Parque Estadual.

Com mais tempo, é possível conhecer cachoeiras como a do Gato, que tem 40 metros de altura e exige uma caminhada de cerca de 40 minutos a partir da ponta esquerda de Castelhanos.

Cachoeira Três Tombos: para lavar a alma

Cachoeira Três Tombos: para lavar a alma (Marco Yamin/Sectur Ilhabela)

Acompanhe de perto a vida natural da região

Com uma das maiores reservas de Mata Atlântica do mundo à disposição, é a chance de se desligar do cenário urbano e conviver com flora e fauna únicas do ecossistema.

Só entre os pássaros da ilha há mais de 360 espécies identificadas – como o papagaio-moleiro, símbolo de Ilhabela. Debaixo d’água, um mergulho proporciona o encontro com inúmeros peixes, tartarugas e arraias.

De barco, dependendo da época do ano, podem ser vistos na região até golfinhos e baleias. Na temporada deste ano, já apareceram mais de 200 baleias na região. Elas poderão ser vistas até setembro – ainda dá tempo de se programar para presenciar esse espetáculo de pertinho.

Entre ecossistemas únicos e a estrutura turística oferecida pelo arquipélago, Ilhabela é o lugar perfeito para esquecer o cenário urbano e se conectar com as belezas da Mata Atlântica.

O mergulho também é um dos grandes atrativos da cidade

O mergulho também é um dos grandes atrativos da cidade (Padi Davi/Sectur Ilhabela)