São Paulo, Rio e Floripa exigem ‘passaporte de vacinação’

Cidades brasileiras determinaram que será necessário apresentar o documento para ter entrada liberada em estabelecimentos e eventos. Veja como obter o seu

Por Bárbara Ligero Atualizado em 30 ago 2021, 16h46 - Publicado em 30 ago 2021, 16h21

À medida que a campanha de vacinação contra a Covid-19 avança em todo o Brasil, prefeituras estão começando a exigir que as pessoas apresentem ‘passaportes sanitários’ para ter a entrada liberada em certos estabelecimentos e eventos com grande concentração de público. O objetivo é incentivar a imunização e garantir que a retomada das atividades comerciais não seja acompanhada de aumento no número de casos e mortes pela doença. A medida já é comum em outras partes do mundo, como Nova York, Israel, Itália e França. Veja como ela funcionará em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Florianópolis:

São Paulo

A Prefeitura de São Paulo determinou que, a partir do dia 1º de setembro, a apresentação do ‘passaporte de vacina’ é obrigatória em todos os eventos com mais de 500 pessoas. Já os bares, restaurantes, shoppings e eventos menores podem decidir se vão pedir ou não o documento. Para ter a entrada liberada, é preciso estar em dia com a vacinação, ou seja, ter tomado a primeira dose e não estar com a segunda atrasada. Serão aceitos tanto o comprovante de papel que é entregue pelos postos de saúde após a aplicação da injeção quanto o ‘passaporte de vacina’ emitido através da plataforma e-Saúde. Veja o passo a passo para obtê-lo a seguir:

1) A plataforma e-Saúde pode ser acessada pelo site ou através do aplicativo para celulares com sistemas iOS ou Android. Para começar, clique em “Cadastre-se”.

2) Clique em “Sim, aceito” para concordar com os termos de uso e política de privacidade.

3) Digite o número do CPF e a data de nascimento e depois clique em “prosseguir”.

Continua após a publicidade
Como obter comprovante de vacinação através do e-Saúde SP
e-Saúde SP/Reprodução

4) Preencha o formulário com nome completo, e-mail e telefone celular, crie uma senha e clique em “cadastrar”.

5) Um código de verificação será enviado por SMS para o número de celular informado. Insira-o no local indicado na tela do e-Saúde para prosseguir. Depois disso, o seu cadastro estará pronto: basta fazer o login com o número do CPF e a senha criada.

6) Se estiver navegando pelo site, clique em “Vacina Sampa” e em “Passaporte da vacina”. Se estiver navegando pelo aplicativo, clique direto em “Passaporte da vacina”. Uma tela será aberta com o seu nome completo, data de nascimento, CPF, informações sobre a primeira e a segunda dose da vacina contra a Covid-19 e um QR Code, que deve ser apresentado direto na tela do celular. 

Como obter comprovante de vacinação através do e-Saúde SP
e-Saúde/Reprodução

Rio de Janeiro

A Prefeitura do Rio de Janeiro determinou que, a partir do dia 1º de setembro, a apresentação do comprovante de vacinação é obrigatória em cinemas, teatros, salas de concerto, circos, museus, galerias, aquários, parques de diversões, pontos turísticos, academias, piscinas, centros de treinamento, pistas de patinação, clubes, estádios e na Vila Olímpica. Já os bares, restaurantes e praias não vão pedir o documento. Para ter a entrada liberada, é preciso estar em dia com a vacinação, ou seja, ter tomado a primeira dose e não estar com a segunda atrasada. Serão aceitos tanto o comprovante de papel que é entregue pelos postos de saúde após a aplicação da injeção quanto o ‘certificado digital de vacinação contra a Covid-19’ emitido através da plataforma do Conecte SUS. Veja o passo a passo para obtê-lo aqui.

Florianópolis

A Prefeitura de Florianópolis afirmou que a apresentação do comprovante de vacinação será obrigatória em bares, hotéis, eventos e em outras atividades com grande concentração de público. De acordo com uma publicação feita no dia 23 de agosto por Gean Loureiro em seu perfil no Twitter, a regra passará a valer depois que a campanha tiver alcançado todas idades. Não ficou claro, porém, se o prefeito estava se referindo ao ritmo da imunização na capital, no estado ou no país. Também não foi divulgado ainda quais formas de comprovação serão aceitas.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade