Acesso aos cânions de Cambará do Sul passará a ser cobrado

Os ingressos para conhecer os cânions do Itaimbezinho e Fortaleza poderão chegar a R$ 80, mas a promessa é a de que a estrutura seja das melhores

Por Bruno Chaise Atualizado em 1 set 2021, 16h21 - Publicado em 31 ago 2021, 18h26

O acesso aos Parques Nacionais de Aparados da Serra e da Serra Geral, em Cambará do Sul, não será mais gratuito. No início deste ano, as áreas verdes onde ficam a trilha do Rio do Boi e os cânions de Itaimbezinho e Fortaleza foram concedidas através de uma licitação à Urbia Cânions Verdes, empresa privada que já anunciou que pretende cobrar R$ 35 por um dia de visitação e R$ 55 por dois. Os valores seriam válidos durante os três primeiros meses da mudança: depois disso, subiriam para R$ 50 e R$ 80, respectivamente.

A expectativa era que os ingressos começassem a ser exigidos no dia 1º de setembro, mas gestora voltou atrás da decisão poucos dias antes, através de um comunicado divulgado em 27 de agosto. A empresa ainda não especificou uma nova data para o início da cobrança, limitando-se a dizer que a população será comunicada com ao menos uma semana de antecedência. Enquanto isso, a entrada segue gratuita.

Ao vencer a licitação para gerir os parques nacionais, a Urbia Cânions Verdes apresentou uma série de investimentos que pretende fazer nos próximos anos, como melhorias no acesso às atrações, reformas para ampliar os mirantes e criação de áreas para camping e motorhome. A expectativa é que o complexo em Cambará do Sul se torne o mais bem estruturado e preservado de todo o Brasil – e a empresa justifica que a venda dos ingressos ajudaria a arrecadar dinheiro para a execução dessas obras.

Leia tudo sobre Cambará do Sul

Busque hospedagem em Cambará do Sul

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade