Vou Estudar Fora Por Blog Raquel Marçal ama viajar e aprender línguas e acha melhor ainda quando pode combinar os dois. Acredita que intercâmbio não tem idade e pretende continuar fazendo até os 80 anos

Três maneiras de conseguir um trabalho voluntário no exterior

Por Julia Latorre Atualizado em 27 Feb 2017, 15h21 - Publicado em 5 May 2015, 21h34

Quem faz os programas de voluntariado no exterior volta feliz da vida para o Brasil. Contente por ensinar e ajudar – e mais ainda por aprender.  Vamos a três opções interessantes para conseguir praticar a boa vontade mundo afora:

Parceria com a escola de idiomas

Algumas escolas de idioma mantêm parcerias com organizações locais. Uma delas é a Seda College, em Dublin. Os estudantes podem fazer parte do grupo de voluntariado e participar de ações que vão desde pintura de casas e limpeza de jardins até conversar com com pessoas que por algum motivo estão isoladas socialmente. Então, se você pretende estudar e fazer trabalho voluntário, a dica é entrar em contato com a sua escola e perguntar por parcerias do tipo.

Por agência

Quem prefere já ter tudo acertadinho, desde o começo da viagem, pode combinar o voluntariado com uma agência de intercâmbio. A CI é uma delas e oferece programas de trabalho voluntário com duração mínima de 2 semanas. Os destinos mais procurados estão na Ásia (maior galera querendo o Vietnã) e os trabalhos podem variar bastante, de acordo com a vontade e as preferencias do bom samaritano.

Por uma ONG

Algumas organizações são especialmente dedicadas ao trabalho voluntário ao redor do mundo. A AIESEC é uma delas. Por ser uma organização, o esquema é um pouco diferente das agências. Muitas vezes o voluntário não tem a opção de escolher o destino, nem o trabalho.

+ Esclareça suas dúvidas sobre o programa de trabalho voluntário da AIESEC aqui

Continua após a publicidade
Publicidade