O que você tem que saber antes de escolher a Austrália como destino de intercâmbio

Não sei muito bem o porquê, mas a Austrália nunca saiu da minha listinha de destinos para um próximo intercâmbio. Nunca estive lá (ainda), mas tem uma cambada de brasileiros estudando ou trabalhando na terra dos coalas.

A gente já sabe (8 passos importantes para planejar seu intercâmbio), pesquisar sobre o nosso destino de intercâmbio é tarefa imprescindível para que a temporada no exterior não venha com frustrações.

Com a ajuda de intercambistas, colegas que vivem na Austrália e agências de intercâmbio, elaborei uma lista de tudo aquilo que é importante saber antes de embarcar para a Oceania.

Visto de Estudante

Brasileiros precisam de visto para entrar no país. Se você pretende passar mais do que 12 semanas e vai estudar, você deve solicitar o visto de estudante previamente através de um formulário e documentos específicos. O procedimento completo você confere aqui.

Estudantes podem trabalhar

Intercambistas universitários (em período acadêmico) com o visto de estudante podem trabalhar legalmente até 40 horas quinzenais e nas férias não tem limite de horas. Ou seja, dá pra juntar uma graninha para fazer aquela trip daora no final do intercâmbio.

Com vocês: Melbourne

Custo de vida

Sim, se você consegue um trabalho por lá e começa a converter o pagamento em dólares australianos para reais é só alegria. Só que o custo de vida em cidades maiores como Sydney não é baixo. O salário vantajoso é proporcional ao custo de vida. Portanto: planejamento.

Lord Howe Island: uma ilha australiana estupidamente bonita e selvagem

Sotaque “aussie”

Não espere chegar à Austrália ouvindo aquele inglês das séries e do filmes. O sotaque deles é, digamos, autêntico. Mais puxado para um britânico bem forte e carregado por gírias só deles. Nada que algumas semaninhas por lá não te ensinem e acostumem.

Sente só um pouquinho do sotaque e do vocabulário diferenciado (tem até uma treta parecida com o Brasil: biscoito ou bolacha?):
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=xuRrp83jCuQ?feature=oembed%5D

BA-LA-DA

Item importante (brinks). Mas é bom saber: as baladas começam cedo, e também terminam cedo para os padrões brasileiros. Três da matina já está tudo fechado, segundo minha amiga moradora de Sydney. Outra indicação de amiga: não vá encher a cara no esquenta, a chance de ser barrado na porta da festa porque está embriagado é alta!

Sobre coalas, cangurus e tubarões

  1. Esse fofinho é um dos ícones australianos. É mais comum encontra-los na costa oeste do país.
  2. É muito mais fácil topar com cangurus nos desertos ou florestas australianas, mas até no supermercado você encontra. Os australianos comem carne de canguru.
  3. Sim, eles aparecem nas praias australianas. Respeite as marcações no mar e não nade em praias desertas sem indicações. Se mesmo assim alguma barbatana suspeita dá o ar da graça, um alarme é acionado e todos – sem pânico – saem do mar. Rola até um esquema para mudar a direção da correnteza e espantar os tubarões da área.

Sistema de leis embaçado rigoroso

O sistema é bruto e as multas são salgadas. Fique atento aos costumes locais e informe-se antes de sair causando. Atravessar a rua com o sinal vermelho para o pedestre, por exemplo, pode resultar em uma multa de 200 dólares australianos.

Climão

A atmosfera do maior país da Oceania tem as suas semelhanças com o Brasil: no norte o calor é mais intenso e no sul os invernos são mais frios. Nada de diferenças bruscas de temperatura ao longo do ano. A não ser em que você esteja em algum deserto, aí sim.

Fica a dica: a Experimento intercâmbio e o Outback Steakhouse, em parceria, estão com uma promoção que sorteia duas viagens de um mês de intercâmbio na Austrália. Para participar é preciso comparecer a um dos Outbacks espalhados pelo Brasil e pedir o Combo Experimento (R$59,90). Você ganha dois cartões raspadinha, cada um com uma senha. Cadastre a senha no site da promoção e a sorte está lançada.

Eu já lancei a minha!

Quer me seguir no Instagram? @juliatatorre

+ Viaje nas fotos dos patrimônios mundiais da Austrália

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.