Além-mar Rachel Verano rodou o mundo, mas foi por Portugal que essa mineira caiu de amores e lá se vão, entre idas e vindas, quase dez anos. Do Algarve a Trás-os-Montes, aqui ela esquadrinha as descobertas pelo país que escolheu para chamar de seu

Relax em Lisboa: conheça um spa que é um oásis

Pertinho de Belém, o City Spa é o break perfeito para recarregar as energias depois de bater pé pela cidade

Por Rachel Verano Atualizado em 28 fev 2018, 19h23 - Publicado em 27 fev 2018, 17h00
Pausa para um relax: refresco entre o sobe e desce das colinas
Pausa para um relax: refresco entre o sobe e desce das colinas City Spa/Reprodução

Sabe aqueles dias da viagem em que bate um cansaço extremo e tudo o que passa pela cabeça é colocar as pernas para cima e dar um tempo na correria? Pois este tempo entre o sobe e desce de colinas de Lisboa pode ser muito bem empregado em um refúgio delicioso nos arredores de Belém (bairro que, por si só, já exige looongas caminhadas).

Do lado de fora, o City Spa não tem nada de especial. Pelo contrário: tem uma fachada sem graça que lembra uma loja sem graça qualquer. Mas é só passar a porta que a sensação é a de ter atravessado um portal do tempo. Ninguém fala, sussurra. A luz é baixa, a música é suave, o ambiente é lindo. Poderia estar na Ásia, mas está no Restelo, uma região residencial movimentada da capital.

  • Ao que interessa: os rituais de relax foram desenhados para uma desconexão completa. Tem esfoliação, massagem com pedras quentes e frias, um ritual a quatro mãos sob jatos de ducha Vichy, shiatsu e aquela que me levou até lá: a “melhor massagem relaxante do mundo”, uma combinação de técnicas dos quatro cantos aplicada durante uma hora e meia capaz de te deixar zen por dias. 

    Sala de relax: o melhor descanso pós-massagem, com direito a um chazinho para embalar o resto do dia
    Sala de relax: o melhor descanso pós-massagem, com direito a um chazinho para embalar o resto do dia City Spa/Reprodução

    O City Spa tem ainda tratamentos com oxigênio, procedimentos faciais e uma lista sem fim de opções. As massagens custam a partir de € 60. Um conselho: vá sem pressa, e curta a salinha de repouso depois, acompanhada de um chazinho. Depois é só voltar para as ladeiras de novo! 

    Reserve a sua hospedagem em Lisboa no Booking.

    Continua após a publicidade
    Publicidade