Litoral do Alentejo: 5 restaurantes para experiências imperdíveis

Frutos do mar fresquinhos, bons vinhos brancos, cenários idílicos

O visual do restaurante A Choupana, em Vila Nova de Milfontes: debruçado sobre o mar

O visual do restaurante A Choupana, em Vila Nova de Milfontes: debruçado sobre o mar (Bruno Barata/Reprodução)

O menu varia pouco (ainda bem!): peixes fresquíssimos na grelha, uma carninha aqui, outra ali, frutos do mar “em barda”, como se diz por aqui. No Alentejo Litoral come-se bem, mas sabendo onde ir a alegria é garantida. Selecionamos cinco endereços onde, mais do que o restaurante em si, importa a experiência. A eles, em ordem de distância de Lisboa:

As mesinhas ao ar livre do Trinca Espinhas, em São Torpes: como um ímã

As mesinhas ao ar livre do Trinca Espinhas, em São Torpes: como um ímã (Bruno Barata/Reprodução)

Trinca Espinhas, Praia de São Torpes
Famosa pela água que beira os 30ºC (graças a uma usina termelétrica nos arredores que usa a água do mar para esfriar as turbinas), esta praia vale mais como pit-stop do que como destino em si – as crianças AMAM dar um mergulho no mar quentinho. Para quem saiu de manhã de Lisboa, o almoço neste restaurante, a cerca de 160 quilômetros de distância, é providencial. O interior é fofo, todo branquinho e azul, mas a esplanada de frente para o mar atrai como um ímã. Para começar, são famosos (e crocantes!) os peixinhos da horta (nome poético dado à vagem empanada). Na sequência, tem peixes fritos, grelhados, cataplanas, um bonito bife de atum braseado… tudo sempre fresco.

Peixinho frito do Trinca Espinhas: simples e delicioso

Peixinho frito do Trinca Espinhas: simples e delicioso (Bruno Barata/Reprodução)

Veja também
As mesinhas concorridas do Zé Inácio, em Porto Covo: o melhor restaurante da vila

As mesinhas concorridas do Zé Inácio, em Porto Covo: o melhor restaurante da vila (Bruno Barata/Reprodução)

Zé Inácio, Porto Covo
Esta casa branquinha, com detalhes azuis nas portas e janelas, é, provavelmente, a esquina mais concorrida da charmosa Porto Covo. A culpa é da grelha, de onde saem maravilhas – podem ser peixes, carnes, cortes especiais de porco preto… nada mais tradicional. Para começar, peça a saladinha de polvo, fresca na medida, e as saborosas amêijoas a Bulhão Pato, e fique acompanhando o delicioso vai-e-vem pela ruela principal da vila.

As amêijoas a Bulhão Pato do Zé Inácio, em Porto Covo: entrada divina

As amêijoas a Bulhão Pato do Zé Inácio, em Porto Covo: entrada divina (Bruno Barata/Reprodução)

A fachada da Destilaria do Ferrador: belo desvio do litoral

A fachada da Destilaria do Ferrador: belo desvio do litoral (Bruno Barata/Reprodução)

Destilaria do Ferrador, São Luis
Em pleno Largo do Mercado, no centrinho histórico da pequenina São Luis, ocupa as antigas instalações do último ferrador à moda antiga do concelho (o avô da dona!). Não estamos no litoral, é verdade – mas o desvio de cerca de 15 minutos se justifica pelas carnes feitas no capricho (caso do bife de lombo ao molho de cogumelos, da vazia escoltada por batatas sequinhas e dos secretos de porco preto), pelas tapas (vale começar com a ótima tábua de queijos!) e pelas saborosas sobremeses (entre elas a mousse de limão e as farófias – receita da avó!). Uma gostosa viagem no tempo.

Pizza aos domingos na Venda Nova dos Lameiros: programa alternativo para insiders

Pizza aos domingos na Venda Nova dos Lameiros: programa alternativo para insiders (Bruno Barata/Reprodução)

Venda Nova dos Lameiros, em Ribeiro dos Lameiros
Eis o melhor (e ainda secreto!) programa de domingo na região de São Luis. Para começar, o ambiente: mesas improvisadas, luzes de arraial, toalhas coloridas nas mesas. Depois, o forno a lenha. Por fim, o cardápio: pizzas feitas com massa de fermentação natural, borda alta e recheios deliciosos como rúcula, presunto cru e queijo parmesão ou queijo de cabra com cogumelos. Mas tem também alguns pratos de sotaque oriental que fazem jus à origem dos cozinheiros, vindos de Israel – caso da shakshuka (ovo escalfado em creme de tomates) e do hummus, por exemplo. Tudo ultra simples e especial. Fica a cerca de 5 minutos de São Luis.

A pizza de borda alta recém-saída do forno a lenha nos Lameiros: crocante e saborosa

A pizza de borda alta recém-saída do forno a lenha nos Lameiros: crocante e saborosa (Bruno Barata/Reprodução)

O interior do restaurante A Choupana, em Vila Nova de Milfontes: o melhor visual

O interior do restaurante A Choupana, em Vila Nova de Milfontes: o melhor visual (Bruno Barata/Reprodução)

A Choupana, Vila Nova de Milfontes
A localização não poderia ser mais espetacular: esta cabana de madeira está debruçada sobre a Praia do Farol, com acesso direto à areia pelas escadinhas. A brisa com cheiro de maresia é oferta da casa. Aqui a grelha está sempre acesa à espera dos peixes mais frescos do dia – se tiver sardinhas e carapaus, não hesite! Para acompanhar, peça o vinho branco Monte da Peceguina, um dos meus preferidos de sempre, nem sempre fácil de encontrar em restaurantes.

Reserve a sua hospedagem no Alentejo Litoral aqui.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s