Além-mar Rachel Verano rodou o mundo, mas foi por Portugal que essa mineira caiu de amores e lá se vão, entre idas e vindas, quase dez anos. Do Algarve a Trás-os-Montes, aqui ela esquadrinha as descobertas pelo país que escolheu para chamar de seu

Lisboa com crianças: exposição sobre dinossauros

Belém está ainda mais divertida com a exibição Dinossauros Alive!, com mais de 50 réplicas dos gigantes

Por Rachel Verano Atualizado em 8 dez 2017, 19h47 - Publicado em 6 dez 2017, 22h53
Réplica do esqueleto de um T-Rex: o queridinho dos gigantes
Réplica do esqueleto de um T-Rex: o queridinho dos gigantes Rachel Verano/Arquivo pessoal

O bairro de Belém é um dos mais legais de Lisboa para curtir em família. Fica lá o Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT), que deu uma cara modernosa a Lisboa; a Torre de Belém; o Padrão dos Descobrimentos; o Centro Cultural de Belém (CCB) e suas exposições geniais; o Mosteiro dos Jerónimos

A entrada da exposição
A entrada da exposição Rachel Verano/Arquivo pessoal

Isso sem falar na fábrica dos autênticos Pastéis de Belém, que fazem a festa independentemente de você já ter vindo a Lisboa uma, dez ou 100 vezes!

Os bichões ambientados, em tamanho real
Os bichões ambientados, em tamanho real Rachel Verano/Arquivo pessoal

Para quem viaja com crianças, o bairro é ainda mais especial. Tem a beira-rio com espaço para correr, alugar bicicleta, triciclo, carrinhos. Tem o fantástico Museu dos Coches, com um acervo genial de carruagens que pertenceram à família real, instalado em um edifício projetado por Paulo Mendes da Rocha. E agora tem a exposição Dinossauros Alive!, que fica em cartaz até o dia 28 de janeiro.

Um T-Rex devorando a presa: movimentos e sons
Um T-Rex devorando a presa: movimentos e sons Rachel Verano/Arquivo pessoal

A mostra, na Cordoaria Nacional, trouxe para a cidade mais de 50 dinossauros hiper-realistas, em tamanho real, ambientados em florestas, bosques, desertos. Verdade seja dita: está longe de ser uma montagem fenomenal. Mas eles se mexem (parece que estão respirando!) e emitem sons assustadores que fazem a farra da criançada.

Os desenhos infantis na oficina de artes
Os desenhos infantis na oficina de artes Rachel Verano/Arquivo pessoal

Além de informações em painéis sobre como viveram e como desapareceram, a exposição tem ainda réplicas de esqueletos e achados arqueológicos, uma área interativa com tanques de areia para as crianças escavarem e ateliês de arte e máquinas de realidade virtual que exibem filmes em 9D (€ 3 extras) – confesso que a partir do 4D já não sei a diferença.

Tanques de areia para procurar os fósseis: atividades interativas
Tanques de areia para procurar os fósseis: atividades interativas Rachel Verano/Arquivo pessoal

Anote aí: os bilhetes para adultos custam € 11 e para crianças, € 8. Horário: 10h às 18h e 10h às 20h (sábados, domingos e feriados). Nos feriados de final de ano pode haver mudanças – para mais informações, clique aqui.

Reserve a sua hospedagem na região de Belém, em Lisboa, com o Booking.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade