DIY: a saga da reforma de uma casa em Portugal com as próprias mãos

As inspiradoras aventuras de uma família catarinense que comprou uma casa no centro do país e está fazendo - e documentando - um extreme makeover!

A casa verde imersa na vegetação, com um grande terreno em volta: achado

A casa verde imersa na vegetação, com um grande terreno em volta: achado (Arquivo pessoal/Arquivo pessoal)

Wanderlei, Paula Gabriella e Camilla. Pai, mãe e filhas de 28 e 27 anos, descendentes de portugueses, ex-moradores de Santa Catarina. Apaixonados por Portugal, desde 2008 ensaiavam uma mudança definitiva para a terra de seus antepassados. Depois algumas de idas e vindas, os patriarcas chegaram de mala e cuia em 2019. Primeiro destino: Algarve.

Direto do túnel do tempo: a casa nos anos 1940

Direto do túnel do tempo: a casa nos anos 1940 (Arquivo pessoal/Arquivo pessoal)

Não demorou até que se dessem conta do alto valor dos imóveis no sul do país adorado pelos gringos europeus. Começaram então uma busca frenética por imóveis em outras regiões. A ideia? Encontrar uma casa onde pudessem morar e receber viajantes, num esquema bed & breakfast, que coubesse no bolso – no caso, numa entrada que não ultrapassasse os € 15.000 (pouco menos de 100 mil reais no câmbio atual), valor do motorhome que haviam vendido no Brasil.

A casa hoje: pechincha e mão na massa

A casa hoje: pechincha e mão na massa (Arquivo pessoal/Arquivo pessoal)

O milagre veio da internet. Uma única foto da fachada e nada mais. No dia da visita, chovia e as goteiras pingavam por todo canto. Fechada havia mais de 15 anos, sem moradores, o casarão de seis quartos dos anos 1940 tinha ares de abandono total, mas a família de olhos clínicos não titubeou: a busca havia chegado ao fim (para descrédito até mesmo do corretor imobiliário!).

Parte da família em ação: reis da reforma

Parte da família em ação: reis da reforma (Arquivo pessoal/Arquivo pessoal)

Depois de muita burocracia e um processo que durou um ano e meio entre aprovação do financiamento pelo banco e papeladas mil, em plena pandemia, finalmente em novembro passado a família dava entrada no novo lar, na região de Ferreira do Zêzere, a cerca de uma hora e meia de Lisboa. A empreitada estava apenas começando.

Antes e depois da cozinha: outra cara por pouco mais de € 100

Antes e depois da cozinha: outra cara por pouco mais de € 100 (Arquivo pessoal/Arquivo pessoal)

Desde então, já são cinco meses de reforma total. De trocas de encanamento a vedação e conserto de buracos na parede. De recuperação de pisos antigos  a retirada da massa das paredes. De reforma dos móveis abandonados pelos antigos proprietários a capinagem do quintal. De uma deliciosa (e árdua) viagem no tempo. As filhas, que vivem na Inglaterra, agora passam longas temporadas na Terrinha de furadeira, enxada e – para a alegria dos amantes do DIY – câmera na mão, documentando o passo a passo em vídeos e fotos de antes e depois inacreditáveis! “Meus pais sempre foram de consertar coisas, de construir móveis, crescemos com estas referências”, conta Gabriella. “Aqui colocamos a mão na massa mesmo.”

A surpresa da escada: parede de pedra (descascada a mão!)

A surpresa da escada: parede de pedra (descascada a mão!) (Arquivo pessoal/Arquivo pessoal)

Além de pura inspiração (as ideias da reforma são incríveis!), a família Mendes prova que é possível realizar o sonho de ter uma casa em Portugal sem gastar um valor exorbitante – a casa no centro do país foi comprada por pouco mais de € 75.000, valor seis vezes mais baixo do que estavam encontrando no Algarve, por exemplo.

O barril que estava nos entulhos: do lixo para o quarto!

O barril que estava nos entulhos: do lixo para o quarto! (Arquivo pessoal/Arquivo pessoal)

Sonha em investir em um imóvel em Portugal e não sabe nem por onde começar? Não sabia que era possível recorrer a financiamentos imobiliários no próprio país? Ama reformas mirabolantes e cheias de sacadas? Então o perfil da Quinta José e Maria no Instagram é para você. Lá a família conta – e mostra – tudo, tintim por tintim. De como uma mesa sem pé e prestes a ir para o lixo virou um lindo aparador para o corredor até como uma mão de tinta no muro quase miou os planos da família. Pelo meio, belas surpresas como a descoberta de uma parede de pedra debaixo de uma capa de massa na escadaria interior e um barril de madeira destroçado que rendeu uma mesinha de cabeceira cheia de charme.

A região nos arredores da cada: o interior de Portugal em seu melhor

A região nos arredores da cada: o interior de Portugal em seu melhor (Arquivo pessoal/Arquivo pessoal)

Lembra das aventuras do escritor inglês Peter Mayle, autor da trilogia Um Ano Na Provence, Toujours Provence e Encore Provence, no sul da França? Ou da americana Frances Mayes (autora do livro Sob o Sol da Toscana, que virou filme estrelado por Diane Lane), na Itália? Eis a versão portuguesa para simples – e criativos – mortais! Em tempo: o bed & breakfast da família Mendes tem previsão de abrir as portas no verão de 2022!

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.